Um marco na cidade | Capítulo 2

O estilo kitsch atinge seu ápice nesse apartamento no Edifício Louveira

O Aluizio Castro é um arquiteto e consultor de imagem que sempre foi apaixonado pelo Edifício Louveira, ícone da arquitetura modernista brasileira. Até que um dia ele foi morar lá! Leia o primeiro capítulo dessa história.

Entrar pela porta do apartamento do Aluizio é como conhecer um mundo novo e totalmente diferente. Difícil é decidir no que reparar primeiro: nas imensas janelas com vista para o verde, na cozinha de ares minimalistas ou na estante repleta de lembranças e itens pessoais? Elegante de um jeito desafiador, a decoração tem um pouco de cada estilo e por isso acaba agradando a todas as tribos, de uma senhora tradicional a um jovem descolado. É kitsch? Sem dúvidas, mas também tem clássicos do design, luminárias vintage e coleções do morador.

decoracao-historiasdecasa-edlouveira-14

decoracao-historiasdecasa-edlouveira-15

decoracao-historiasdecasa-edlouveira-10

Uma das principais relíquias é a poltrona de couro caramelo que fica próximo à televisão. Além de linda e confortável, ela é um modelo original da Móveis Cimo SA, importante fábrica de mobiliário que atuou no mercado nacional de 1913 a 1982. Reestofada recentemente, ela hoje serve de “cama” para o enorme urso de pelúcia de Aluizio, conservado com todo o carinho. Nesse mesmo espaço o teto também ganhou um brinquedo especial: um astronauta divertido que parece flutuar sobre a mesinha lateral.

decoracao-historiasdecasa-edlouveira-18

decoracao-historiasdecasa-edlouveira-19

decoracao-historiasdecasa-edlouveira-20

A amplitude e a vocação cenográfica do apê fazem com que ele seja usado para produções audiovisuais de vez em quando. Apesar de bagunçar um pouquinho a rotina do morador, essas ocasiões são interessantes porque acabam deixando pra trás alguns detalhes decorativos que são incorporados à casa, como o adesivo que imita madeira usado para revestir a porta de entrada para um comercial ou o tapume com pintura que reproduz o efeito de cimento queimado. Quem não é avisado dificilmente percebe que esses elementos fizeram parte de um cenário qualquer.

decoracao-historiasdecasa-edlouveira-21

decoracao-historiasdecasa-edlouveira-24

decoracao-historiasdecasa-edlouveira-22

decoracao-historiasdecasa-edlouveira-23

De certa forma o apartamento é a síntese da vida de Aluizio, uma biografia escrita através de objetos, quadros e cores. Na infância ele já brincava de projetar casinhas usando estantes de livros e móveis em miniatura, às vezes pensava até no paisagismo. Na adolescência, na década de 1980, viu o grafite chegar ao Brasil pelas mãos de Alex Vallauri – anos mais tarde conseguiu comprar um quadro com um estêncil original do artista e agora o expõe orgulhoso no hall de entrada. Na vida adulta sua preocupação se voltou para a praticidade de morar em um ponto estratégico da cidade: próximo ao centro, porém com muito verde ao redor e a possibilidade de, em um dia qualquer, espiar um pica-pau voar livremente pelo jardim do prédio.

O que esse lar representa para ele? Isso é fácil de responder. “É um sonho realizado. Aqui é o lugar onde coloquei todo o meu amor e criatividade. Sinto como se fosse a minha roupa, a minha pele”.

fim-final

Fotos por Rafaela Paoli

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags