Doce morar | Capítulo 1

A decoração açucarada do apartamento do blogueiro Matheus Fernandes

Uma casa e todas as memórias que ela guarda não podem ser resumidas de uma vez só, então por aqui fazemos diferente. Ao invés de concentrar todos os detalhes e fotos em uma única matéria, criamos pequenos capítulos para que você possa curtir essa visita durante vários dias. É só acompanhar a ordem pelo título dos posts e apreciar o passeio sem se preocupar com o relógio. 

Morar em um apartamento de apenas 40 metros quadrados não é exatamente uma tarefa fácil, porém o produtor de moda e web designer Matheus Fernandes e seu companheiro, o servidor público Sander Soares, conseguiram transformar essa missão em algo leve e divertido. Mesmo com ambientes apertados eles deram um jeito de usar o que mais gostam: cores delicadas, muitos quadrinhos, pratos vintage e alguns objetos feitos à mão. Tudo em nome da vontade de criar um lar acolhedor.

O casal vive no bairro Sudoeste, em Brasília, mas Matheus é do Piauí. Apesar de ter se mudado para o Distrito Federal com apenas 4 anos de idade e de se considerar um verdadeiro brasiliense, ele guarda boas lembranças da casa onde sua avó morava. Uma delas é o quartinho onde ficavam guardadas a coleção de discos de vinil e a vitrola – as crianças não podiam entrar nessa sala sem a supervisão dos adultos, então era algo meio mágico estar ali dentro cercado de relíquias e capas de papel estampadas. Era praticamente inevitável que o designer herdasse essa paixão, por isso hoje uma vitrolinha azul com desenho retrô tem lugar de destaque em sua sala de estar.

Outras memórias que acabaram influenciando a forma como o morador encara a decoração nasceram na casa de sua mãe, como a bicicleta cor de menta montada por seu padrasto, o balanço pendurado em uma árvore típica do cerrado e o pé de jabuticaba que cresceu acompanhado de perto por Matheus. Em frente à porta de entrada, o arbusto o estimulava a fazer mudanças frequentes no jardim e cultivar novas espécies – talento que ainda existe e hoje é extravasado em pequenos vasos espalhados pelo atual apê. Mais do que meros itens decorativos, as plantas exigem carinho e cuidados, então são consideradas “de estimação” pelo casal.

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-02

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-03

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-04

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-05

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-06

Como quase todo mundo, Matheus sempre quis ter um canto para chamar de seu, porém não tinha pressa em deixar o ninho. Ao invés de planejar, preferiu esperar as coisas acontecerem naturalmente. E elas aconteceram. Pouco depois de ele e Sander começarem a namorar, os dois sentiram que já era hora de morarem juntos, então arriscaram. Isso foi há 3 anos e meio e até agora eles não tiveram nem uma ponta de arrependimento. Próximo à área central da cidade, o apartamento permite que o casal tenha uma rotina menos acelerada, pois assim evitam enfrentar o trânsito e conseguem se deslocar de bicicleta pelo bairro tranquilamente.

Matheus seguiu o caminho da moda, mas seu interesse pela decoração é história antiga. Na infância chegou a trocar gibis por revistas da área e sonhou em se tornar designer de interiores. Apesar de estar sempre por dentro das tendências e de conseguir copiar o que via nas vitrines, ele demorou a entender que o seu estilo pessoal era muito mais importante do que o estilo ditado pelos outros. Após esse insight, ocorrido há cerca de 2 anos, ele percebeu que o que fazia  bem para sua alma eram as peças únicas, com cores, histórias e pegada kitsch. Tudo o que havia sido comprado para o apê por impulso ou inércia foi doado para dar lugar a itens cheios de significado. Talvez esse processo até seja mais demorado, porém o morador se diverte com a ideia de um lar em constante evolução, moldado pouco a pouco.

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-09

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-08

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-17

Mimos e pequenices estão por todos os lados, nas prateleiras perto da TV, na sala de jantar, na cozinha… Tudo escolhido pelo casal e garimpado nos mais diversos lugares. Apaixonados por feiras de antiguidade e por viagens, eles trouxeram objetos originais de Buenos Aires, Montevidéu e Porto Alegre. Matheus também compra bastante pela internet, mas adora descobrir lojas pequenas e escondidas na cidade, com estoques reduzidos – assim a rotatividade de produtos é maior e elas sempre têm novidades. Até nos mercados populares ele consegue encontrar coisinhas úteis e bonitas para a casa, basta ter o olhar aberto e esquecer os preconceitos.

Como todo bom profissional criativo, o produtor e web designer não tem medo de colocar a mão na massa. Um dos detalhes mais simpáticos do apartamento é justamente o rack feito por ele com caixotes de madeira coloridos. Foram muitos percalços até que o móvel desse certo, incluindo uma televisão queimada e a perda de uma pasta com vários documentos importantes, porém até os problemas valem a pena quando o morador contempla algo idealizado e realizado por ele mesmo.

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-11

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-12

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-13

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-14

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-15

A partir de um imóvel alugado, vazio e com cara de quarto de hotel asséptico, Matheus e Sander criaram uma morada calorosa, alegre e com identidade: “Ela representa um conjunto de memórias e o jeito como a gente gosta de viver. As cores doces, os objetos antigos, a música… Tudo isso está muito ligado a quem somos, à forma como vemos o mundo e às coisas com as quais sonhamos e estamos correndo atrás”.

Amou o estilo do apezinho? Então dá um pulo no blog do Matheus para descobrir o que mais o inspira na vida e aguarde o segundo capítulo, que será publicado aqui na quarta-feira.

Continua-final

Fotos por Max Rocha

Deixe seu comentário 8 Comentários

  1. Simplesmente apaixonada ^^ que lindo o cantinho de vocês, amei a casa do Matheus e Sande e amo incondicionalmente esse site!

    Responder
  2. Um mimo essa casa, parece de brinquedo!

    Responder
  3. Uma casa de princeso!! <3
    Como não amar?!

    Responder
  4. Que casa mais fofa! Que delicadeza.
    Dá vtd de morar aí.
    Muito amor 🙂
    E o site cada vez mais surpreendendo e inspirando a gente com essas histórias lindas.
    Sucesso!
    bjs

    Responder
  5. Lindo! Cor pastel é <3 O Matheus é incrível e tudo que ele faz tem uma identidade muito forte. Gosto disso!

    Responder
  6. É muita fofura; amei tudo! Fiquei curiosa pra saber o que aconteceu pra queimar a tv e os documentos…rsrsrs

    Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags