Doce morar | Capítulo 2

A decoração açucarada do apartamento do blogueiro Matheus Fernandes

Matheus Fernandes é produtor de moda, web designer, ilustrador e blogueiro. Como se isso tudo não bastasse, ele também tem uma quedinha pelo design de interiores. Ao lado de seu namorado, Sander Soares, Matheus transformou um apartamento alugado sem graça em um universo colorido, adocicado e repleto de carinho.  Se você ainda não leu o Capítulo 1, clique AQUI e descubra o começo dessa história.

… Quando os dois se mudaram para o pequenino refúgio, uns três anos atrás, a decoração aconteceu no ímpeto, sem muito planejamento. Foi apenas com o passar do tempo e com a vivência nos ambientes que o casal percebeu o que estava bom e o que realmente precisava ser trocado. Hoje as decisões são mais pensadas e maduras, por isso cada composição de objetos ou quadros tem uma razão para estar lá. Aliás, aproveitar as paredes foi a alternativa que os moradores encontraram para compensar a falta de espaço: já que não seria possível ter poltronas na sala ou uma bike a mais, eles recorrem às prateleiras e ganchos para acomodar suas lembranças e garantir aquele ar acolhedor que toda casa merece.

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-19

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-20

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-21

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-22

Matheus enxerga o mundo lá fora de forma lúdica, então seu mundo interno só poderia ser uma extensão desse olhar. Acostumado a deixar a imaginação livre por conta da profissão, ele sabia que rodear-se de detalhes inspiradores era uma boa forma de manter sua criatividade sempre viva. Além de lar o apê é também seu local de trabalho, por isso quanto mais estímulos, melhor. Os únicos pontos negativos da rotina de home office são não ter hora para encerrar o expediente e não poder deixar a baguncinha do escritório à mostra.

Apaixonado por tons pastel desde criança, Matheus costumava substituir as tradicionais canetas azuis e pretas por versões mais delicadas, como cor-de-rosa. Com os anos a mania de infância ganhou força e atualmente suas maiores referências são nomes como Tim Walker, Wes Anderson, Kris Atomic e Alex Prager. Replicadas em todo o apartamento, as cores suaves que marcam as obras de seus ídolos aparecem nas louças da cozinha, nas molduras do banheiro, nos armários e até nos ímãs da geladeira. “Para escolhê-las, eu nem planejo muito, só visualizo o resultado mentalmente. Se acho que vai dar certo, vou lá e faço. O bom é que geralmente funciona.”, revela ele.

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-23

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-24

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-25

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-26

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-27

Mesmo lidando diariamente com moda e ilustração, Matheus tem um dom inegável para idealizar e desenvolver produtos com as próprias mãos. Quando ainda morava com sua mãe, por exemplo, ele bolava luminárias de papelão para decorar seu quarto. Já no apê compartilhado com Sander ele se arriscou em diversas criações: o móvel de caixotes sob a televisão, a arandela divertida com estampa de flamingo, o vaso de gatinho feito com uma garrafa PET, a cabeça de coelho de papel pink, as jarras de abacaxi pintadas de tons diferentes para combinar com o resto das coisas de cozinha, as bandeiras que ficam no mini jardim de suculentas… Até mesmo a pintura das paredes e das portas foi feita por ele, que acredita na seguinte filosofia “Se eu consigo fazer sozinho, por que chamar alguém?”.

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-28

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-29

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-30

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-31

decoracao-apepequeno-tonspastel-historiasdecasa-32

Entre pratos antigos, pôsteres bem-humorados, plantas e estampas florais, Matheus e Sander construíram seu lar doce lar do jeitinho que queriam, com uma linguagem única e afetuosa. “Aconchego para mim está sempre muito ligado à percepção que temos de vários aspectos de um ambiente e que juntos criam uma sensação de acolhimento e tranquilidade. Eu sinto isso quando tenho vontade de estar em um espaço durante horas e horas. Se fosse para definir, diria que aconchego é andar descalço em um lugar que você gosta e onde se sente à vontade”, resume o morador. E existe canto mais gostoso de ficar do que nossa própria casa?

fim-final

Fotos por Max Rocha

Deixe seu comentário 12 Comentários

  1. Esperando aqui ansiosamente o “Onde Comprar” da casa do Matheus! E rezando aos céus pra que venha aquela jarrinha de abacaxi rosa e azul na lista!! <3

    Responder
  2. Encantada!!! Parabéns ao casal pelo extremo bom gosto e ao site pelas lindas casas apresentadas, verdadeiros lares!

    Ps.: não consigo acessar o blog do Matheus Não teria outro endereço?

    Responder
  3. Adoreiiii a decor do apê, de muito bom gosto!! Fiquei enlouquecida pelo flamingo e queria saber, onde encontrar?

    Responder
  4. Gente! Que casa mais fofa e acolhedora! Apaixonei….

    Responder
  5. Lúdico,lindo,verdadeira casa de boneca.Gostaria que os moradores mostrassem mais os banheiros e as cozinhas.Fico curiosa sobre esses cômodos também.

    Responder
    • Oi Dri, tudo bom?
      Nós também amamos a casa do Math.
      Infelizmente nem sempre conseguimos fotografar os banheiros e cozinhas por conta de espaço limitado mesmo, mas sempre que rola a gente faz outras fotos sim. <3
      Beijos

      Responder
  6. Estou apaixonada por essa casa!!
    Toda candy, clean e fofa, parece um sonho bom *-*
    Tudo muito lindo e cheio de capricho, os donos da casa estão mega de parabéns!
    Beijocas

    Responder
  7. Simples(mente) amei cada detalhe. Perfeito!

    Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags