De alma leve | Capítulo 1

Uma cobertura com cores femininas, ladrilhos e muitas plantas

Uma casa e todas as memórias que ela guarda não podem ser resumidas de uma vez só, então por aqui fazemos diferente. Ao invés de concentrar todos os detalhes e fotos em uma única matéria, criamos pequenos capítulos para que você possa curtir essa visita durante vários dias. É só acompanhar a ordem pelo título dos posts e apreciar o passeio sem se preocupar com o relógio. 

Colorido, iluminado e cheio de plantas, o apartamento de Juliana Fava sem dúvidas tem uma decoração inspiradora, porém sua relação com os espaços vai muito além disso. Certa de que encontrou seu lugar preferido no mundo, ela procura não apenas se cercar de objetos queridos, mas também desfrutar de cada canto com um sorriso no rosto e uma pontinha de orgulho por essa conquista. Por isso não é de se estranhar que um de seus itens favoritos seja o quadrinho que diz “Nowhere better than this place”.

Há pouco mais de dois anos, enquanto ainda dividia o aluguel com uma amiga, Ju sentiu que era hora de dar um passo maior em sua vida, assim a decisão de comprar um imóvel veio de forma natural. Ao contrário do que muita gente imagina, ela não teve aquela impressão de se limitar ao fincar raízes em um único endereço, aliás, nesse caso aconteceu exatamente o oposto. Ter um lar para chamar de seu só lhe trouxe liberdade. Tanto que para ela o apê funciona mais como bússola do que como raiz: “Outro dia em minha aula de ioga a professora disse – “Quanto mais sólida a base, mais você pode flutuar”. E é exatamente assim que eu me sinto aqui.”.

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-ab

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-02

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-03

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-04

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-05

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-06

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-07

Como de costume, encontrar o refúgio perfeito não foi a mais fácil das tarefas. A procura foi intensa e as visitas acompanhadas por corretores, inúmeras. Entre os fatores imprescindíveis para Juliana estavam a localização – ela queria muito morar em Pinheiros – e o sonho de ter um terraço aberto para o céu, fosse um quintal no térreo ou uma varanda grande. Dá para entender, então, porque ela se apaixonou de cara pelo número 121 de um simpático prédio quase escondido em meio ao agito da região. Localizado no último andar, o apartamento não só tem a tão querida área descoberta como também está em um ponto elevado do bairro, o que garante uma vista desimpedida de boa parte da cidade e ainda do pôr do sol.

Com a chave em mãos, Ju começou a idealizar a reforma. Sem se deixar seduzir por ideias muito mirabolantes ou demoradas, ela já tinha uma noção do que gostaria de fazer: integrar a cozinha à sala e usar o dormitório de empregada para ampliar a metragem desse cômodo. Resumindo assim parece algo simples, porém a moradora sabia que uma ajudinha extra seria bem-vinda, por isso ela procurou os arquitetos do Estúdio Cada Um, criado por Vivian Giometti e Renato Salles. A sintonia entre os três deu muito certo e em pouco tempo Juliana já havia passado para a dupla suas vontades, seus sonhos e sua pasta de inspirações. Nada como ver as coisas saindo do papel e tomando forma.

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-08

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-09

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-10

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-11

Após a parte mais pesada da obra, a decoração fluiu naturalmente. Devagarzinho Ju foi completando os ambientes, porém até hoje sente que a casa não está totalmente pronta – e que talvez nunca esteja mesmo. O mais legal é que durante esse processo ela se descobriu, como se o seu estilo estivesse sendo lapidado aos poucos: “Com o tempo você vai sentindo o lugar e ele vai se formando, ganhando uma cara própria. Eu gosto de um estilo mais limpo, com certa sobriedade nos desenhos, mas também com elementos marcantes e pontos de cor. Se fosse para apelidar esse visual seria algo como Escandinávia meets Mata Atlântica.”, brinca.

Nesse autoconhecimento a moradora até se surpreendeu com as cores que escolheu para o apê. Juliana nunca gostou tanto assim de rosa e a princípio sua intenção não era ter uma casa muito feminina, então jamais imaginou que fosse sentir vontade de pintar uma parede inteira nesse tom – mas não é que esse ímpeto surgiu de repente? No fim das contas ela gostou tanto do resultado que até aceitou a sugestão da arquiteta Vivian de cobrir a porta de entrada e os caixilhos da varanda com uma tinta cor de cereja para atualizar esses elementos sem precisar trocá-los.

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-12

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-13

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-14

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-16

Apesar de alguns móveis novos, comprados apenas após a mudança, o apartamento tem peças de valor emocional. Uma delas é a cômoda chinesa que fica perto da porta de entrada: “Quando fui morar sozinha pela primeira vez, minha mãe, com toda a naturalidade e desprendimento, me perguntou o que eu queria levar da casa dela. Fui direto no móvelzinho e agora adoro o contraste que ele faz com o estilo do meu apê”, conta Ju. Ela também ama o Sagrado Coração da Frida Kahlo e os vasinhos suspensos que ficam na cozinha e foram trazidos de uma viagem ao exterior.

Vaso, aliás, é o que não falta por aqui – Ju brinca que é quase compulsiva por plantas, mas na verdade são elas que garantem o bem-estar nos espaços. Apaixonada por folhagens e seus diversos tons de verde, a moradora fez questão de reunir espécies diferentes em cada cantinho livre, inclusive no topo dos armários ou atrás da cadeira de balanço. No terraço então, nem se fala.

Considerado a melhor parte do apartamento, ele foi preenchido por vasos de barro de tamanhos variados, alguns com as bordas pintadas de azul por Juliana. É ali, nos poucos metros quadrados ao ar livre, que rolam as festinhas e encontros com os amigos. O parapeito largo, além de ser um balcão perfeito para apoiar petiscos e bebidas, ainda garante a segurança de Coruja, a gatinha de estimação (e segunda dona do apê) que caminha livremente pelos cômodos. Sempre acompanhando o calor do sol, seja no sofá ou no piso da área de serviço, Coruja vive gateando preguiçosa pelo chão.

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-15

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-17

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-18

decoracao-historiasdecasa-apartamentodemenina-19

Juliana encara seu lar com todo o carinho do mundo, como deve ser: “Às vezes me pego sentada ali, olhando pra casa e pensando na relação tão intensa que esse lugar tem comigo e no que cada coisa fala sobre mim. Acho que minha casa tem uma leveza que combina comigo, uma coisa mais solar.”. Ver sua personalidade totalmente estampada nas paredes e nos objetos faz com que Ju se sinta acolhida e ao mesmo tempo livre, com centenas de possibilidades no horizonte.

Quer conhecer a cozinha integrada da Ju e ainda ver seu quarto aconchegante? Então volta no blog amanhã para não perder o Capítulo 2 da história!

Continua-final

Fotos por Isadora Fabian

Deixe seu comentário 11 Comentários

  1. Amei sua casa Ju,muito linda! Adorei suas plantas no terraço trouxe muito aconchego. Aguardando o 2 capítulo.

    Responder
  2. Acho que é minha casa preferida do projeto até o momento.

    Responder
  3. Hello!

    I’m wondering where did you get that white cat cave from?? It’s perfect!

    Responder
  4. Muito legal!!! Parabéns

    Responder
  5. Uma graça, o apartamento! Parabéns pelo site! Com projetos de vida e decoração originais e charmosos, muito diferente do que se encontra habitualmente. Além da qualidade do conteúdo das matérias.

    Responder
    • Oi Selma, tudo bom?
      O apê da Juliana é um daqueles em que a gente entra e pensa: ‘Eu moraria aqui’, sabe? Hehe
      Obrigada pelo carinho! Ficamos orgulhosas com o seu comentário, eba! 🙂 Esperamos te ver por aqui mais vezes…
      Beijos, Bruna e Paula

      Responder
  6. Eu ameiii a casa dela!
    Gostaria de saber a cor da tinta que ela usou na sala, meio rosa…saberiam me dizer o nome dessa cor exatamente e a marca?

    Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags