Horizonte infinito | Capítulo 2

Um apartamento integrado onde a varanda fica no centro de tudo

Amauri Fantato é publicitário e mora em um prédio de arquitetura inusitada em São Paulo. Construído em um terreno elevado, o edifício permite que seus moradores tenham uma visão desimpedida de toda a cidade, e isso era justamente o que ele queria. Para acompanhar essa história desde o começo leia o Capítulo 1.

Entre tantos atrativos, uma das coisas que mais chamou a atenção de Amauri no apartamento foi a varanda, considerada por ele um verdadeiro quintal graças à sua amplitude. Ao invés de estar posicionada nas extremidades como acontece com a maioria dos imóveis convencionais, a área externa nesse caso fica praticamente centralizada na planta – ou seja, ela não segue aquele desenho ‘comprido e estreito’ de sempre e por isso pode ser melhor aproveitada.

Não é à toa que suas funções se multiplicam. Além de acomodar muitas espécies de folhagens no jardim vertical improvisado com uma grade metálica e de ser o lugar perfeito para reunir os amigos, a varanda também serve como cinema particular nos dias mais quentes, já que o publicitário substituiu a televisão por um equipamento que projeta as imagens direto na parede. Nessas ocasiões, basta espalhar alguns almofadões pelo piso para que todos fiquem à vontade e quem estiver no sofá consegue assistir a tudo de camarote.

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-17-plantas

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-18

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-19

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-20

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-2!

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-21

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-22

O corredor de entrada do apê, que tem porta pintada de amarelo, pode ou não estar integrado à área externa, pois sua lateral envidraçada corre por trilhos no piso e no teto e se camufla totalmente na alvenaria atrás do jardim vertical. Coberta por inúmeros quadros e objetos, a parede expõe trechos da vida de Amauri. E olha que ali tem um pouco de tudo: telas pintadas por ele, outras criadas por seus familiares, fotografias assinadas por amigos talentosos, um retrato de quando ele tinha apenas 2 anos, uma mão de gesso para apoiar chaves, um orelhão que uma vizinha lhe deu de presente, o banquinho que seus pais compraram para seu primeiro apartamento… Cada coisa tem seu valor emocional.

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-23

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-24

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-25

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-26

Para o morador, cuidar das plantas e acompanhar suas mudanças ao longo das estações é quase como uma terapia, por isso elas estão presentes até no quarto e no banheiro. “É engraçado como conseguimos observá-las crescendo e tomando conta do espaço. Se não colocamos limites, elas dominam!”, brinca ele. O mesmo vale para a dupla de bulldogs: carinhosos, eles sabem quem manda na casa, porém sempre que podem abusam do coração mole do dono para transformar os ambientes em um parque de diversões.

No quarto, com janelas de ponta a ponta assim como a sala de estar, a protagonista é a cama de casal, tão branquinha e macia que lembra os modelos usados em hotéis. Para alguém como Amauri, apaixonado por viagens, isso não é nada mal. Aliás, a bancada da pia isolada do banheiro – uma ideia nascida durante a reforma – também foge dos padrões residenciais. Por conta da configuração do prédio, que tem layouts de medidas distintas em cada andar e blocos que se projetam para fora em balanço, o ambiente não encosta completamente no vizinho de baixo: “Durmo todos os dias ‘pendurado’ para o lado de fora e é uma sensação ótima pensar que parte do quarto está suspensa no ar.”.

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-27

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-28

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-29

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-30

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-31

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-32

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-33

decoracao-predio360-colorida-historiasdecasa-34

Inevitavelmente, um dos cômodos mais usados no dia a dia do publicitário é o escritório, por isso era imprescindível que esse espaço fosse confortável e leve. Para garantir o clima despojado, o morador contou com a ajuda do amigo e ilustrador Renato Gave, responsável pelo grafite atrás da mesa de trabalho. Quando a rotina permite uma pausa é hora de aproveitar para descobrir músicas novas: os pallets que às vezes servem como base de cama para as visitas apoiam o sistema de som, como se o ambiente fosse também um mini estúdio.

Equipado com tudo o que Amauri precisa e decorado com tudo o que lhe faz bem aos olhos e ao coração, o apartamento no topo de São Paulo é verdadeiramente um ninho. Mesmo com o skyline da cidade sempre à mostra, é onde o morador consegue muitas vezes esquecer que existe um mundo lá fora.

fim-final

Fotos por Luiza Florenzano

Deixe seu comentário 4 Comentários

  1. De onde são as luminárias de madeira?

    Responder
  2. Lindo, gente! Parabéns pro Amauri e pra vocês! 🙂

    Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags