Mundo moderno | Capítulo 1

Um apê descolado com espaços integrados e uma decoração bem colorida

Esse post faz parte de uma série de matérias produzidas em parceria com o ELO7, o maior site brasileiro de produtos feitos à mão. Acreditamos que assim como os espaços, as peças autorais também podem contar histórias, por isso juntos vamos mostrar 3 decorações de estilos bem diferentes para provar que sempre é possível ter uma casa fora de série. Acompanhem…

Criatividade é o que não falta no apartamento de Anna Haddad. Cheio de quadros nas paredes, cores alegres nos móveis e muitos objetos divertidos espalhados por todos os cantos, o lugar se transformou em um refúgio não apenas para ela, mas também para a mascote Avelã, para as plantinhas cultivadas com cuidado e para todos os amigos que costumam aparecer com ou sem convite. A moradora acredita na troca entre as pessoas, por isso defende: “Quanto mais ocupado de vida fica o apê, mais ele se torna um lar.”.

Ao longo dos últimos três anos os espaços aos poucos foram assumindo a personalidade de Anna, porém quando ela adquiriu o imóvel tudo era bem diferente. A configuração do prédio, que tem mais de 30 anos, trazia ambientes compartimentados e mal iluminados, já que o excesso de paredes bloqueava consideravelmente a entrada de luz. Mesmo com esses empecilhos a futura moradora percebeu que o apartamento tinha muito potencial e que com as alterações certas poderia ficar do jeitinho que ela queria – amplo, funcional e com cara de loft.

decoracao-moderna-historiasdecasa-elo7-02

decoracao-moderna-historiasdecasa-quadros-elo7-01

decoracao-moderna-historiasdecasa-elo7-03

decoracao-moderna-historiasdecasa-elo7-04

decoracao-moderna-historiasdecasa-elo7-05

decoracao-moderna-historiasdecasa-elo7-06

decoracao-moderna-historiasdecasa-elo7-07

decoracao-moderna-historiasdecasa-elo7-08

decoracao-moderna-historiasdecasa-elo7-09

Com muitas ideias na cabeça e a vontade de se mudar logo, Anna foi atrás de alguém que pudesse lhe auxiliar na reforma e definir os detalhes técnicos do projeto. Por indicação de uma amiga, ela acabou conhecendo o trabalho da arquiteta Marcella Loeb e se identificou com seu estilo – a partir daí as duas sentaram juntas inúmeras vezes para decidir o que poderia ser feito em cada cômodo. Nos cinco meses seguintes o quebra-quebra foi intenso: a sala de estar foi ampliada e agora se integra ao home office e à cozinha, alguns dos acabamentos antigos foram substituídos e os quatro dormitórios originais redistribuídos para formar duas suítes mais confortáveis, sendo que uma delas ganhou até closet.

A estrutura e a própria arquitetura do prédio favoreceram todas essas modificações, mas o que estava em boas condições foi mantido para preservar a história da construção, como as janelas de esquadrias pretas, o piso de tacos e as portas de madeira. Com a intenção de criar uma atmosfera moderna, a moradora priorizou a princípio os tons neutros, que aparecem em quase todos os revestimentos, porém no meio do caminho ela percebeu que poderia inserir toques coloridos para contrabalancear todo aquele cinza e preto. Assim vieram as poltronas amarelas, o armário verde de ar industrial, o frigobar azul bebê, as prateleiras vermelhas da cozinha…

decoracao-moderna-historiasdecasa-elo7-10

decoracao-moderna-historiasdecasa-elo7-11

decoracao-moderna-historiasdecasa-elo7-12

decoracao-moderna-historiasdecasa-elo7-13

decoracao-moderna-historiasdecasa-elo7-14

decoracao-moderna-historiasdecasa-elo7-15

decoracao-moderna-historiasdecasa-elo7-17

decoracao-moderna-historiasdecasa-elo7-18

O desejo de trazer um pouco de natureza para dentro do apê surgiu recentemente, alguns meses atrás. Como o endereço fica a poucas quadras do Parque Ibirapuera, o verde já estava presente na rotina de Anna, mas quando ela sentiu que a casa precisava de mais vida, as plantas foram a solução perfeita. Amigos que entendem do assunto a ensinaram e deram dicas sobre espécies que poderiam se adaptar bem a ambientes fechados, como suculentas e pequenos cactos, porém ela confessa que ainda está no processo de aprender a lidar com cada uma delas.

Livre de regras, o apartamento é prova de que o conceito de casa depende muito do olhar de cada um. Para Anna, morar tem a ver com cultivar os espaços todos os dias, receber os amigos para jantar, reunir objetos queridos, expor coisas que a inspiram, ter estantes e mesas repletas de livros e brincar com a Avelã sempre que possível. É, nesse apê definitivamente não falta criatividade, mas não falta sentimento também!

Quer ver fotos lindas do quarto e do home office da Anna? Então clique no ‘Continua’ para ler o Capítulo 2.

Continua-final

Fotos por Luiza Florenzano

bannerfooter-historiasdecasa-elo_revisado

Deixe seu comentário 26 Comentários

  1. Casa Linda! 🙂

    Responder
  2. Amei, perfeita disposição dos quadros e muita harmonia, os móveis as cores todos inseridos.
    Vamos dizer sutilezas de muito bom gosto.

    Responder
  3. lindoooo! vcs arrasam sempre

    Responder
  4. Tudo lindoooo! Amo esse blog, uma casa mais linda que a outra. É inspirador!

    Responder
    • Ownnn, obrigada Clarisse! 🙂
      Realmente procuramos sempre casas bacanas e bem diferentes entre si…
      Beijos

      Responder
  5. Casa linda!!

    Adorei a mesa de jantar! saberia me dizer de onde é?

    Obrigada! e parabéns pelo site! é realmente inspirador! 🙂

    Responder
    • Oi Alana! Tudo bom?
      Não sabemos a marca da mesa, mas vamos tentar descobrir pra você.
      Obrigada pelo elogio ao site, hehe. Esperamos que você continue acompanhando as matérias. 🙂
      Beijos!

      Responder
  6. Olá! Esse trilho no teto de spot, foi ela quem fez ou comprou pronto???

    Responder
  7. Que apto mais lindo! Se eu conseguir fazer metade disso no meu já ficarei feliz HEHEHE <3 http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

    Responder
  8. Lindoo!
    Por favor, vocês sabem de onde é o sofá? Obrigada!

    Responder
  9. Que apê lindo, me apaixonei! *-*
    Cada detalhe com uma personalidade, muito bem escolhido.
    Inspirador!

    ;* Beijo!
    rabisqueimeuhorizonte.blogspot.com

    Responder
  10. Olá,
    Adorei a decoração. Posso fazer duas perguntas?
    Qual a cor/marca do piso e das paredes?
    E onde encontro as cadeiras amarelas?
    Linda a decoração, muito estilo e elegância.

    Responder
    • Oi Miriam, tudo bom?
      Não sabemos a marca exata do revestimento, porém ele simula o efeito de cimento queimado. Várias marcas estão trabalhando com modelos desse tipo, mas vale pesquisar para checar valores. Sobre as poltronas, vamos tentar descobrir e te avisamos. 🙂
      Beijos

      Responder
      • Obrigada pela resposta (que rápido rs)…e a cor da tinta da parede, também simula o cimento queimado?
        Super obrigada

        Responder
        • Oi! 🙂
          A tinta da parede dos quadros é um cinza liso mesmo, recomendamos o tom Cinzelado, da Tintas Coral.
          Já a parede do balcão da cozinha e atrás do móvel industrial verde, recebeu o mesmo revestimento que foi usado no piso — por isso a carinha de cimento queimado também.
          Beijos

          Responder
          • Bacana…Eu quero usar as mesmas bases na minha casa (cinza/cimento queimado e cores em alguns objetos).
            Obrigada pela atenção.

  11. Oie 🙂
    Por acaso vocês saberiam me dizer a marca do armário industrial verde? Ele é incrível. Parabéns pelo blog de vocês, amo e acompanho sempre…não paro de ter idéias aqui para minha casinha 🙂
    Obrigada

    Responder
    • Oi Jeane, tudo bom???
      Um prazer saber que você acompanha o blog e que nós estamos te ajudando a ter ideias para sua casa! Uhuuu… Sobre esse armário, ele é mais difícil de achar, já que é uma daquelas peças garimpadas. Quem deve ter coisas similares é a loja À La Garçonne, conhece? Depois dá uma pesquisada neles.
      Boa sorte! Beijos,

      Responder
  12. Que legal que vocês me responderam :)…super Obrigada!
    Eu não conheço a loja, mas vou pesquisar, com certeza!!! Acompanho sempre, e tô sempre indicando para as amigas….rsrs! Muito obrigada, grande beijo!

    Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags