25-decoracao-quarto-porta-correr-integracao

Decorado pouco a pouco ao longo dos últimos 8 anos, o apartamento da diretora de arte Kika Reichert exala personalidade e bom gosto. Móveis repletos de histórias, objetos originais e lembranças emolduradas dão um tom delicado ao pequeno universo que a moradora criou para si. Para não perder nenhum detalhe, confira também o Capítulo 1.

Uma das características que conquistou Kika quando ela descobriu esse imóvel foi a integração parcial dos ambientes principais. Ao invés de remover as divisórias por completo e deixar o lugar com ares de loft, o antigo proprietário optou por uma reforma mais contida, com largas portas de correr que podem isolar os cômodos caso seja necessário. A cozinha, por exemplo, permanece quase sempre aberta para a sala de jantar, porém a possibilidade de fechá-la de vez em quando é uma boa vantagem.

O espaço já estava estruturado e com armários embutidos, então a moradora não precisou investir muito antes da mudança. Apesar de simples, as alterações tiveram um grande impacto no visual da cozinha: a tinta preta eleita por Kika faz com que as peças de decoração vibrem no fundo escuro, além de permitir a customização das paredes, é claro – tanto os desenhos que envolvem os pratos vintage quanto a frase bem-humorada sobre o fogão foram criados por ela com giz de lousa e canetas especiais. A luminária cobre, assinada pelo designer Tom Dixon, era um sonho de consumo e arrematou o ambiente.

26-decoracao-cozinha-preta-lousa-ideias

27-decoracao-cozinha-preta-prateleira-lego

28-decoracao-cozinha-prateleira-livros-receita

29-decoracao-cozinha-pratos-parede-lousa

30-decoracao-cozinha-parede-lousa

Acolhedora e bem menor do que o living, a sala de TV é onde a diretora de arte curte seus momentos de descanso, muitas vezes acompanhada de uma leitura interessante ou de suas agulhas de tricô – aliás, algumas das mantas e capas de almofada da casa foram feitas por ela. O sofá, que de tão confortável parece abraçar quem senta ali, é uma herança do ex-morador deixada no apê e repaginada um tempo depois com um tecido branco que suaviza seu tamanho.

O lavabo, que também tem trechos pintados de preto, ganhou vida nova com uma ideia mirabolante que Kika teve durante um feriado tedioso em São Paulo. “Estava sem nada para fazer e quando vi já estava cortando as páginas de um livro ilustrado em preto e branco e grudando tudo na parede. O máximo que ia acontecer era não ficar bom e ter que repintar, mas logo me apaixonei pelo resultado.”, confessa ela. Transformado em papel de parede improvisado, o livro de colorir é uma atração à parte: “Acho divertido ver as ilustrações sendo coloridas por amigos. Adoro quando entro e vejo que foi pintado mais um pouco.”.

31-decoracao-sofa-capa-branco

32-decoracao-sofa-capa-branco-manta

33-decoracao-parede-branca-coracao

34-decoracao-lavabo-lousa-papel-parede-colorir

35-decoracao-lavabo-lousa-moldura

Também integrado parcialmente com a sala, o quarto de Kika fica aberto durante a maior parte do dia. Emoldurando a cama, sempre cheia de travesseiros, mantas e almofadas, a parede de cimento queimado marrom já tinha esse acabamento antes da mudança. As intervenções da moradora foram acontecendo com o passar dos anos: primeiro vieram as prateleiras suspensas, depois o criado-mudo ‘encapado’ com papel adesivo vermelho, novos objetos e, mais recentemente, o quadro comprido feito com as páginas de um livro com desenhos de formiguinhas formando um caminho – adaptar recortes retirados de publicações foi uma maneira barata que Kika encontrou de alegrar as paredes enquanto não pode investir em obras de arte e fotografias.

36-decoracao-quarto-cimento-queimado-parede

37-decoracao-quarto-cimento-queimado-parede

38-decoracao-quarto-quadro-livro

39-decoracao-criado-mudo-contact-adesivo

40-decoracao-quarto-estante-prateleira

41-decoracao-quarto-estante-prateleira

42-decoracao-quarto-joia-xicara

43-decoracao-quarto-quadros-correr

44-decoracao-quarto-quadros-correr

Quem acompanha as imagens lindas que a moradora compartilha em seu blog sabe que é difícil resumir suas referências em um único estilo. Dos móveis clássicos às peças de design contemporâneo, passando por itens românticos e alguns até vintage, seu apartamento reúne um pouco de tudo o que a inspira. Mais do que simplesmente deixar os espaços bonitos, Kika sabe que montar a própria casa é uma forma de imprimir sua individualidade e se conhecer melhor.

fim-final

Fotos por Luiza Florenzano

Junte-se a conversa! 11 Comentários

  1. Gente…. eu amei essa casa! Tô apaixonada.

    Responder
  2. Simplesmente lindo.

    Responder
  3. Oi Yve! Realmente a casa é linda né? Também achamos muito legal como a Kika conseguiu misturar estilos e ter uma decoração tão pessoal! 🙂

    Responder
  4. Amei, ficou lindo!!!

    Responder
  5. Olá!

    Vocês já fizeram o tutorial de adesivar o móvel?

    Responder
    • Oi Carolina, tudo bom? Esse tutorial não fizemos, porque a dona da casa adesivou o móvel faz tempo, mas é bem simples. Como uma envelopagem mesmo. 🙂
      Beijos

      Responder
  6. Absolutamente encantada com a casa da Kika! Sou fã, ela tem um bom gosto incrível.
    Amo o blog, venho sempre aqui me inspirar… bjs

    Responder
    • Oi Rosangela, tudo bom?
      Que legal saber que você acompanha o blog sempre, obrigada!!! Nós também seguimos a Kika há um tempão e amamos as referências dela. 🙂
      Beijos

      Responder
  7. Onde encontrar o coração vermelho da parede?

    Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags