Ninho em construção | Capítulo 1

Um apartamento alugado, mas cheio de personalidade

Uma casa e todas as memórias que ela guarda não podem ser resumidas de uma vez só, então por aqui fazemos diferente. Ao invés de concentrar todos os detalhes e fotos em uma única matéria, criamos pequenos capítulos para que você possa curtir essa visita durante vários dias. É só acompanhar a ordem pelo título dos posts e apreciar o passeio sem se preocupar com o relógio.

Assim que decidiram se casar, após quatro anos de namoro, a designer de joias Talita Rubinho e o auditor Anderson Goulart já sabiam onde gostariam de morar. O bairro Jardim São Paulo, na zona norte da cidade, os encantou com suas ruas arborizadas, seus prédios baixinhos que não ultrapassam cinco andares e a proximidade com a Serra da Cantareira. Com um clima de interior ainda preservado, a região ia de encontro ao sonho de viver em um lugar tranquilo e acolhedor – só lhes faltava descobrir um apartamento bacana para alugar. A solução veio dois meses antes do casamento, quando Talita e Anderson cruzaram com um imóvel antigo, bem distribuído e cercado por um simpático jardim.

Apesar dos espaços com medidas generosas, o apê tinha um grande porém: as paredes e os acabamentos estavam precários e precisavam desesperadamente de uma restauração. Mesmo com uma pontinha de medo e sem poder gastar muito, o casal topou o desafio e encarou uma pequena reforma antes da mudança. Por sorte, muitos amigos e familiares se ofereceram para ajudar e a obra virou um verdadeiro mutirão, com gente saindo e entrando para pintar paredes, remover entulho, instalar prateleiras… “O mais complicado de morar de aluguel é ter que se acostumar com o fato de que você vai amar certas coisas e odiar outras, então é preciso muita criatividade para conseguir deixar a casa com a sua cara sem mexer tanto na estrutura.”, explica Talita.

ninho-em-construcao-cap1-historias-de-casa-sala

02-decoracao-apartamento-sofa-capa-croche-branco-plantas

03-decoracao-apartamento-enfeites-parede-pratos-plantas

14-decoracao-plantas-dentro-de-casa-bau-vintage-vaso

04-decoracao-apartamento-tons-neutros-artesanal-croche

05-decoracao-apartamento-tons-neutros-mesa-centro-velas-artesanal

06-decoracao-vaso-artesanal-plantas-suculentas-cachorro

Como se não bastasse participarem da reforma, os amigos e a família prestaram socorro novamente quando chegou a hora de mobiliar os ambientes. Segundo a própria moradora, quase tudo que eles têm veio de alguém querido: o sofá foi herdado de uma amiga e recebeu uma cobertura de tecido branco, o armário e a cômoda do quarto são doações de conhecidos que queriam se desfazer dos móveis e tem ainda o pufe azul da sala, que pertenceu aos pais de Talita e por isso ganhou um significado especial. A lista de peças improvisadas ou restauradas pelo casal também é grande, incluindo a mesa de jantar, feita com dois cavaletes e uma porta servindo de tampo, caixotes ou baús que viram mesinhas de apoio e uma poltrona colonial encontrada na rua e reformada por eles.

O restante da decoração foi acontecendo de forma orgânica, conforme o estado de espírito dos moradores. Logo após a mudança a designer de joias recheou os cômodos com referências multicoloridas e muita informação, mas há pouco mais de um ano ela percebeu que estava enjoando de toda aquela mistura e procurou suavizar a composição, partindo para um estilo menos carregado e de inspiração escandinava. A base continuou a mesma, já que o casal não substituiu os móveis, mas os acessórios e objetos foram quase todos trocados.

“Como eu trabalho em casa, senti a necessidade de estar em um espaço menos vibrante e sem tantos elementos para conseguir me concentrar mais. Simplesmente me desfiz de tudo o que era muito colorido e aos poucos fui descobrindo o que poderia ficar legal em cada lugar. Dessa vez escolhemos diferentes texturas, como palha e crochê, mas dentro dos mesmos tons. Isso influenciou demais a energia do apartamento, que agora ficou mais confortável e convidativo.”, resume Talita. Entre as novas aquisições estão as telas de marchetaria feitas por Gabi Rubinho, irmã da designer e tão criativa quanto.

08-decoracao-apartamento-alugado-mesa-jantar-cavalete

10-decoracao-apartamento-alugado-cavalete-bar-aparador-tecido-parede

13-decoracao-plantas-dentro-de-casa-apartamento-jiboia

11-decoracao-cavalete-bar-aparador-tecido-parede-plantas

12-decoracao-enfeite-parede-madeira-marchetaria-gabi-rubinho

Talita e Anderson souberam driblar as limitações do apê alugado e hoje se sentem livres para mudar e desmudar a decoração conforme constroem uma vida juntos. “Quando olhamos para o nosso lar e para a família que nós dois somos, vivenciamos uma mágica todos os dias. Entrar em nossa casinha tão singela, mas tão gostosa, e encontrar segurança, boa comida e um lugar para descansar é a nossa maior alegria.”.

Quer conferir os outros ambientes do apartamento? Então clique abaixo para ler também o Capítulo 2, com mais fotos e detalhes lindos dessa história.

Continua-final

Fotos por Luiza Florenzano

Deixe seu comentário 8 Comentários

  1. Nossa muito legal! Eu passo pela mesma coisa. Moro de aluguel com meu namorado já tem 1 ano e meio, e até hoje estamos dando um jeitinho aqui, pintando ali, colocando uma plantinha no canto e uns quadrinhos na parede rs
    Acho que a parte mais complicada do aluguel é você querer mudar drasticamente algo e não poder. Mas aos poucos a gente vai tendo ideias e deixando tudo com a nossa cara.

    ADOREI a decoração. A mandala colorida na parede ficou linda e os quadros de madeira super charmosos!
    Boa sorte. Volto aqui para ler os próximos capítulos.
    Beijos, Deh
    http://www.vivendojunto93.blogspot.com.br

    Responder
    • Oi Deborah, tudo bom???
      Que legal saber que você está passando pela mesma fase da Talita… Casa nova, mesmo quando alugada, é sempre assim, um passinho de cada vez. O legal é mesmo aproveitar o processo e fazer do limão uma limonada, hehe. Boa sorte na decoração do seu apê e, precisando de ideias, estamos aqui. 🙂
      Beijos

      Responder
  2. Obrigada Histórias por tantos retratos lindos da casinha. Ficou incrível. Muito carinho pelo projeto tão cheio de significado e por poder fazer parte!

    Responder
    • Oi Talita!!!! Obrigada você por ter nos recebido. 🙂
      Adoramos conhecer o apê e entender como é a relação de vocês com a casa, de muito amor e cuidado! Parabéns,
      Beijos!!

      Responder
  3. Já acompanhava o lar da Talita pelo Instagram, e fiquei muito feliz de vê-lo por aqui.
    Adoro o modo como as plantas são integradas à casa. Parabéns aos moradores!

    Responder
    • Realmente o apê da Talita é uma delícia… Plantas, cores acolhedoras, móveis com história. Tem tudo o que a gente gosta! 🙂

      Responder
  4. Já amava os seus trabalhos, agora conhecendo a casa fiquei ainda mais apaixonada! Parabéns casal!

    Responder
  5. Muito bom gosto!

    Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias, Onde Encontrar

Tags