Instinto apurado | Capítulo 2

As escolhas certeiras de uma arquiteta em seu primeiro apartamento

Um apartamento confortável, despretensioso e com espaço de sobra para os móveis e objetos que ama. Era esse o sonho da arquiteta Diana Albuquerque, realizado no final do ano passado quando ela se mudou para um imóvel de 100m² na Vila Madalena, em São Paulo. A reforma curta e objetiva orquestrada pela moradora previu grandes melhorias no imóvel, como a substituição dos revestimentos antigos e a ampliação da sala de estar, que perdeu paredes e ganhou luminosidade. “Sou bem direta, então projetar o meu apê foi muito rápido, incluindo todo o processo da obra.”, conta ela. Quem ainda não viu a primeira parte da matéria pode conferir AQUI.

A arquiteta planejava abrir totalmente a cozinha para a sala, porém assim que recebeu a planta estrutural do apartamento ela descobriu dois pilares ingratos atrapalhando seu caminho. A saída foi remover a porta que dava acesso ao cômodo e aumentar o vão de passagem até o limite desses pilares, o que pelo menos garantiria uma circulação mais fluida entre os ambientes. Diana gosta de preparar seu jantar todas as noites e de convidar amigos para cozinhar em conjunto, por isso pensou em soluções que trouxessem praticidade e que facilitassem essa tarefa diária. Enquanto a cuba dupla ajuda a manter as louças sempre em ordem, as prateleiras abertas dão acesso rápido a temperos, ingredientes e utensílios.

26-decoracao-cozinha-corredor-vao-aberto-sala-piso-azul

27-decoracao-cozinha-corredor-piso-azulejo-azul

28-decoracao-cozinha-corredor-prateleiras-mao-francesa-azulejo-metro

29-decoracao-cozinha-prateleiras-mao-francesa-ingredientes

30-decoracao-cozinha-retrato-arquiteta-diana-albuquerque

31-decoracao-cozinha-temperos-janela-azulejos-metro-subway-tiles

32-decoracao-cozinha-temperos-janela-horta-pimenta

33-decoracao-cozinha-panelas-penduradas-azulejo-metro-branco

34-decoracao-cozinha-canaleta-temperos-flores-ingredientes

Atraída pela ideia de ter um piso azul na cozinha, a moradora procurou e procurou, mas só encontrou ladrilhos hidráulicos com essa cor – infelizmente os ladrilhos têm uma espessura muito grande e não poderiam ser instalados no apê sem que o contrapiso fosse refeito. “No fim acabei colocando um piso usado para revestir piscinas.”, diverte-se. Os armários foram desenhados por ela e arrematados com puxadores de visual retrô e uma torneira preta, ambos trazidos de viagens ao exterior.

No quarto as paredes branquinhas e o enxoval delicado reforçam o clima relax desejado pela arquiteta: “Para mim esse espaço é feito para dormir, então evito ficar acumulando coisas. Bastam a cama, uma luminária para ler antes de dormir, os livros e uma planta, afinal elas são sempre bem-vindas”, ela diz. Em uma das laterais da cama, a cadeira em estilo Thonet foi comprada em um brechó de móveis e hoje faz as vezes de criado-mudo. Com a reforma, que incluiu a mudança da posição da porta do banheiro, o ambiente virou uma suíte. A bancada da pia também precisou ser deslocada, as louças foram trocadas e a parte interna da banheira substituída por um modelo mais moderno.

35-decoracao-quarto-cama-box-tons-neutros-luminarias

36-decoracao-reforma-arquiteta-diana-albuquerque-retrato

37-decoracao-quarto-cama-box-criado-mudo-oppa

38-decoracao-quarto-cadeira-thonet-criado-mudo

39-decoracao-banheiro-branco-bancada-alvenaria-piso-cinza

40-decoracao-banheiro-branco-bancada-alvenaria-piso-cinza

Pelas plantas, que remetem aos finais de semana passados na fazenda quando era criança, pelos objetos, que inspiram novas e velhas histórias, e pelo próprio projeto de arquitetura, priorizando funções sem abrir mão do aconchego, dá para perceber que o apartamento de Diana tem seu toque pessoal em cada mínimo detalhe. “Aqui me encontro com tudo o que amo. Gosto de coisas simples, mas deliciosas: uma mantinha no sofá com uma xícara de chá e meu gato Mingau, uma tarde fuçando livros, uma noite ouvindo música, um banho de banheira… além disso, morar perto de praças, do trabalho e da minha família me faz mais feliz.”.

fim-final

Fotos por Luiza Florenzano

Deixe seu comentário 16 Comentários

  1. Que casa linda! Mas a pergunta que não quer calar: de onde é esse kimono incrível?
    <3

    Responder
  2. Amei a cozinha! Muita linda. Adorei o paneleiro e as mini latinhas acima da pia, super charmosas.

    Responder
  3. Gente! Apaixonada por essa cozinha!

    Responder
    • Muito linda né, Andréa? Adoramos os elementos retrô que a moradora usou, tipo a torneira incrível da Ikea 🙂

      Responder
  4. Gente, esse apartamento é lindo demais! Gostei especialmente da mesa e ganchos do hall de entrada, pois estou buscando uma solução para esta área da minha casa e fiquei atraída pelo estilo minimalista das peças. Vocês têm a referencia?

    Responder
  5. Tudo de muito bom gosto! E aquela cesta de madeira na cozinha arrasou! Onde encontro igual?

    Responder
  6. Oi meninas,

    Amo o trabalho de vocês, fico ansiosa pela 2ª, 3ª e 4ª feira.

    Será que vocês conseguem descobrir de onde é a panelinha verde que está no fogão?

    Beijos

    Responder
    • Oi Bruna, tudo bom?
      Ficamos tão felizes quando lemos seu comentário, sabia? Para nós também é uma ansiedade publicar casas novas no comecinho da semana, porque gostamos de ver a reação dos leitores. 🙂
      Estamos entrando em contato com a moradora para sondar a loja da panelinha. Se descobrirmos te avisamos por aqui.
      Beijão

      Responder
    • Oi Bruna, tudo bom?
      Depois de praticamente um mês, descobrimos de onde é a panelinha verde!!! Aleluia, hehe. É da loja Ikea – infelizmente eles não vendem no Brasil. 🙁
      Beijos

      Responder
  7. Tudo muito lindo! E esse varão com ganchos pretos para pendurar utensílios, de onde é?

    Responder
  8. Apaixonada por esse cozinha! Essas etiquetas para mantimentos vende em algum lugar? Alguém sabe?

    Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags