Espírito Boho | Capítulo 2

Apartamento decorado com peças étnicas e móveis de família

Boho spirit | Part 2

Ethnic furniture and family relics in a unique home

Essa matéria foi produzida em parceria com a SouQ, uma loja feita para quem não resiste a peças étnicas, objetos criativos e muita cor! Produtos orientais e estampas exuberantes também fazem parte do DNA da marca, que oferece opções bacanas de vários estilos, entre eles o bohemian chic. Como nós também adoramos uma casa diferente e de encher os olhos, a história dessa semana tem um gostinho especial. Vem conferir… (Caso não tenha visto o Capítulo 1, está tudo AQUI).

Aconchegante, colorida e alegre. A definição que a estilista Giulia Brown Alterio faz de sua própria casa não poderia ser mais certeira. Além da sala de estar com paredes pintadas de verde-água, o apartamento traz outros tons sedutores, como o azul suave pincelado nos azulejos e na bancada da cozinha ou o rosa pastel que toma conta do quarto principal. Escolhido com a ajuda da irmã e arquiteta Carolina Maluhy, o trio de cores não está ali por acaso, “Queria resgatar os elementos originais da época em que o prédio foi construído, entre as décadas de 1940 e 1950, e acho que essa paleta tem tudo a ver.”, conta Giulia. As estampas também aparecem sem cerimônia, cobrindo tapetes, almofadas, bandejas e até louças.

Sem precisar de muitas alterações, a cozinha continua basicamente da mesma maneira que a moradora a encontrou quando passou a alugar o imóvel: com piso de pastilhas, vitrô antigo e armários neutros. Suas únicas intervenções foram as prateleiras suspensas, pensadas para que os utensílios e ingredientes do dia a dia pudessem ficar organizados e ainda trazer um pouco de sua personalidade ao espaço – os livros de receita, as garrafas com suas bebidas preferidas e as inúmeras taças dão conta do recado. Já o carrinho de madeira, estacionado ao lado da geladeira, é uma relíquia em forma de móvel e abriga cuidadosamente a coleção de xícaras herdada da avó de Giulia, uma canadense que nunca dispensava um golinho de chá ou café.

34-decoracao-cozinha-alugada-azul-azulejos-vintage

35-decoracao-cozinha-sala-almoco-mesa-azul-paredes

36-decoracao-cozinha-carrinho-cha-cafe-antigo-vintage

37-decoracao-cozinha-carrinho-cha-cafe-xicara-familia

38-decoracao-cozinha-prateleiras-abertas-loucas-coloridas-souq

41-decoracao-cozinha-loucas-coloridas-bowls

39-decoracao-cozinha-prateleiras-abertas-loucas-coloridas-elefante

40-decoracao-cozinha-enfeite-indiano-colorido-etnico

Por ser um lugar tão íntimo e que precisa do máximo de conforto possível, o quarto foi um dos ambientes mais difíceis de decorar. Giulia é apaixonada pelas paredes cobertas de rosa, tanto que procurou um tom bem similar para o tecido das cortinas, mas confessa que teve receio de que a composição ficasse com um clima infantil. Para fugir de vez desse efeito, ela investiu em complementos com um toque de glamour, como os criados-mudos espelhados, a cabeceira estofada e a roupa de cama exuberante. Quadros de diversos tamanhos e cores emolduram fotografias e outros trechos da história de vida da moradora, formando belos arranjos.

Atraída por tudo o que é diferente a estilista tem o abajur japonês como um de seus objetos favoritos – além da cúpula com desenho étnico, sua base de cerâmica é um antigo barril de saquê. Talvez o talento para garimpar e combinar peças desse tipo a elementos mais clássicos seja uma influência da moda: “Sempre amei moda e trabalho na área há cinco anos, então com certeza o senso estético adquirido com a profissão se reflete no meu jeito de decorar e ocupar os espaços. Amo esses dois mundos.”, revela a moradora.

33-decoracao-quarto-etnico-boho-estampas-souq-cores

42-decoracao-quarto-etnico-boho-estampas-suzani

43-decoracao-quarto-etnico-boho-estampas-suzani

44-decoracao-quarto-etnico-criado-mudo-espelho-abajur

45-decoracao-quarto-parede-rosa-cortina-livros

46-decoracao-quarto-parede-rosa-cortina-livros

47-decoracao-quarto-parede-rosa-cortina-escultura

48-decoracao-quarto-parede-rosa-cortina-livros

Apesar de estar muito feliz com o pequeno universo que criou para si, Giulia sente que está na hora de começar um novo capítulo. Agora que ela e seu namorado, João Azinheiro, vivem juntos e resolveram adotar a cadelinha Elza, o sonho de ter um jardim de verdade e cômodos mais amplos para receber os amigos está falando cada vez mais alto. Sem dúvida Giulia vai sentir saudade dos ambientes acolhedores do apê, mas no fundo ela sabe que mesmo mudando de endereço seus tesouros estarão sempre por perto.

fim-final

Fotos por Luiza Florenzano

decoracao-footer-souq-etnico-historias-de-casa-01

Cozy, full of color, and cheerful. That is how the stylist Giulia Brown Alterio defines her home, and she is totally right. Aside from the aquamarine color on the living room walls, her place shows other hues such as the light blue brushed over the tiles and the kitchen countertop, or the pastel pink bathing the main bedroom. Carolina Maluhy, Giulia’s sister and architect, helped to choose these three colors, and such a trio was not chosen by impulse. “I wanted to bring out some original features from the 1940s and the 1950s, the time when this building was constructed. I think this color palette represents it well,” says Giulia. There are also patterns unabashedly covering rugs, cushions, trays, and even crockery.

The kitchen didn’t need a major upgrade, and remains essentially the same at heart: the small floor tiles, the neutral cabinets, and the old windows are originals. Giulia’s only changes were the new floating shelves to help organize and personalize the room, along with the recipe books, bottles from her favorite drinks, and numerous wine glasses. The wooden cart, stationed beside the fridge, is a relic piece that carefully houses the cup collection she inherited from her grandmother, a Canadian who never turned down a sip of coffee or tea.

34-decoracao-cozinha-alugada-azul-azulejos-vintage

35-decoracao-cozinha-sala-almoco-mesa-azul-paredes

36-decoracao-cozinha-carrinho-cha-cafe-antigo-vintage

37-decoracao-cozinha-carrinho-cha-cafe-xicara-familia

38-decoracao-cozinha-prateleiras-abertas-loucas-coloridas-souq

41-decoracao-cozinha-loucas-coloridas-bowls

39-decoracao-cozinha-prateleiras-abertas-loucas-coloridas-elefante

40-decoracao-cozinha-enfeite-indiano-colorido-etnico

The bedroom, needing to be an intimate and comfortable place, was one of the most difficult rooms to decorate. Giulia loves the shade of pink on the walls, so much so that she sought out a very similar tone for the curtain fabric, but confesses that was afraid the composition would be a little childish. To avoid this, she chose accessories with a touch of glamour, like the mirrored bedside tables, the upholstered headboard, and the plush bedding. Photos and other mementos of her past are framed in various sizes and colors and arranged beautifully.

Attracted to everything that is different, she prizes a Japanese table lamp – the screen has an ethnic design, and the ceramic base is an old sake barrel. Perhaps her talent for scrounging and mixing these kinds of classic pieces could be a fashion influence: “I have always loved fashion, and I have worked with it for five years, so, any esthetic sense I have gained through the years definitely reflects in my way of decorating and occupying spaces. I love these two worlds,” she says.

33-decoracao-quarto-etnico-boho-estampas-souq

42-decoracao-quarto-etnico-boho-estampas-suzani

43-decoracao-quarto-etnico-boho-estampas-suzani

44-decoracao-quarto-etnico-criado-mudo-espelho-abajur

45-decoracao-quarto-parede-rosa-cortina-livros

46-decoracao-quarto-parede-rosa-cortina-livros

47-decoracao-quarto-parede-rosa-cortina-escultura

Pictures by Luiza Florenzano

Deixe seu comentário 6 Comentários

  1. Após ver tantos apês alugados legais por aqui, chego à conclusão de que São Paulo tem infinitamente mais imóveis legais para alugar que o Rio. Por aqui – pelo menos na Zona Sul – a maioria dos apês pra alugar está caquética, mas os preços são absurdos.

    Responder
    • Oi Alyne!
      Sabe que a gente sempre cobiçou os apês antigos e super charmosos do Rio? Infelizmente o valor de aluguel de um imóvel desses deve estar mesmo um absurdo. Uma pena, né?

      Responder
  2. Eu me identifiquei muito com esse lugar. É um charme. Queria ter visto a parede cheia de pôsteres da sala de jantar.

    Responder
    • Oi Nay Ana, tudo bom?
      Impossível esse apartamento passar batido né? Também amamos! No dia das fotos não lembro se fizemos alguma totalmente de frente para a parede dos pôsteres, mas acho que não. 🙁 De qualquer forma, espero que tenha curtido os pedacinhos que conseguimos mostrar.
      Beijos

      Responder
  3. Lindo! Só queria saber onde encontrar essa roupa de cama!

    Responder
    • Oi, tudo bom?
      Puts, não conseguimos descobrir de onde é a roupa de cama. Mas esse tipo de tecido/estampa se chama Suzani, de repente te ajuda nas buscas. Beijos!

      Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags