Casa com criança | Capítulo 1

Cores alegres e peças de design convivem em harmonia com os filhos

Essa matéria foi produzida em parceria com a BOOBAM para celebrar o Dia das Crianças. Visitamos uma casa muito bacana que estimula a vivência entre pais e filhos: nela, os pequenos interagem com todos os espaços e até os brinquedos viram parte da decoração. Acompanhe a história e acesse o site da BOOBAM para descobrir o melhor do design brasileiro, incluindo as novidades da categoria KIDS, recheada de peças de design pensadas especialmente para as crianças.

Uma casa é como um organismo vivo. Um lugar em constante movimento e transformação, como nós. Ela muda de cor, de humor e de ritmo para acompanhar as diferentes fases da vida. A designer Lívia entende bem esse ímpeto de mudança. Ela e o marido, Gustavo, moram em um sobrado delicioso há quatro anos e meio, mas nesse meio tempo a decoração ganhou novos contornos. Entre outros fatores, o que realmente impulsionou essas alterações foi o nascimento de Antônia, segunda filha do casal. “A chegada de um filho muda muitas coisas na dinâmica da família e a casa tem que acompanhar as transformações. Mudam os ânimos também! Cansei de certas cores, quis deixar os espaços um pouco menos coloridos”, Lívia explica. 

O engraçado é que o que começou como uma pequena reforma acabou se transformando em uma grande mudança de vida. Inspirada por fazer algo que realmente ama, que é cuidar da casa, garimpar peças e encontrar maneiras de deixar os ambientes mais convidativos, Lívia descobriu uma nova carreira e hoje trabalha com decoração. “Eu sou um tanto cíclica, e passei por mudanças bem fortes com a chegada de cada filho. Quando o Inácio nasceu, deixei um trabalho de 4 anos em uma casa de festas para montar a Decoração do Baile. E quando a Antônia nasceu, vendi a empresa para fazer um sabático com a família. Foi uma experiência bem marcante e que eu e meu marido queríamos muito ter”, ela lembra. Na volta da viagem, Lívia criou a Casa Sopro, um serviço de decoração que ajuda as pessoas a deixar os espaços mais funcionais, bonitos e com personalidade de forma descomplicada.

Quando Antônia nasceu, há 2 anos e meio, Lívia precisou fazer algumas modificações no andar de cima, como transformar o quarto de hóspedes no quartinho da filha. Aproveitando o ensejo, ela também alterou alguns detalhes e a funcionalidade de espaços no piso inferior, onde ficam a sala integrada e a brinquedoteca. A antiga estante no tom coral ganhou pintura preta e fechamento em palhinha; a parede verde recebeu acabamento de cimento queimado e uma porta de correr de madeira agora divide a sala da área das crianças. “Além da estética, a porta serviu para me tranquilizar quando eu via aquela bagunça sem fim na sala de brinquedos, já que posso simplesmente fechá-la e não ver mais. Quando pensamos em ter a brinquedoteca naquele ponto, era porque gostaríamos de estar perto do Inácio e queríamos justamente esta interação dele com o restante da casa. Mas com duas crianças, a bagunça e o barulho aumentam um pouco e ter o recurso da porta para usar de vez em quando nos pareceu uma boa ideia. Assim podemos deixar a bagunça acontecer mais livre”.

Mesmo tendo reduzido um pouco a paleta de tons da decoração, a moradora gosta de usar as cores na casa sem medo. Ela pode até criar uma base mais neutra, mas sempre acaba pincelando nuances alegres em almofadas, em uma cadeira especial, em um tapete… “Não sou adepta do minimalismo ou do estilo clean. Acho que ele bate de frente com o aconchego e com o que eu e a minha família somos”, ela fala. A sala da lareira, que antes tinha uma estante vintage a separando do hall de entrada, agora está mais aberta e com os móveis melhor posicionados. A guitarra e os violões, que ficavam em outra parede, foram movidos para essa saleta, pois é onde o casal realmente os utiliza, então fazia sentido que estivessem à mão. Assim a família curte mais ainda e até as crianças se animam para aprender instrumentos com o pai. Lívia ainda complementou o espaço com uma luminária para as noites de leitura, suportes com plantas e uma mesinha de apoio.

Nessa casa, as crianças ocupam todos os espaços e essa sempre foi a ideia. Eles vão da sala de brinquedos para a sala de TV e para o jardim, e adoram a área da rede também. Nos finais de semana, o casal deixa a rede montada e curte aquele canto com eles sem pressa. Um dos ambientes que mais mudou nos últimos tempos é a brinquedoteca, mesmo porque ela precisa acompanhar a idade das crianças. Antes Inácio era fascinado por fantasias, então ele tinha um varal onde as deixava expostas e bastante área livre para espalhar seus Legos. Quando Antônia nasceu, alguns detalhes foram adaptados, como o armarinho que guarda os tesouros menores do menino para a irmã não estragar sem querer: spinners, figurinhas, álbuns, diários…

Lívia e Gustavo têm um carinho especial pelo sofá, pois pertenceu a seu primeiro apartamento juntos, há uns 12 anos, então não queriam se desfazer dele. Mas não é que o móvel até veio a calhar na brinquedoteca? Os dois sentam ali para ler livrinhos ou brincar de boneca com a filha, enquanto Inácio aproveita para ver filmes, jogar ou desenhar. “Esse canto está assim agora, mas ele vai seguir mudando mesmo. Estou sempre tentando entender o que as crianças estão curtindo e assim vou montando o espaço da melhor forma para que a brincadeira aconteça”, Lívia conta.

Como a casa é muito integrada, ela colabora para que a família esteja sempre junta. O jardim faz a volta no terreno e as portas de vidro estão por toda parte, então fica fácil interagir com as crianças, mesmo quando elas estão correndo por aí, brincando de lobo mau, de monstros ou de caçar fantasmas… * Quer continuar acompanhando essa história? Então fique ligado no próximo capítulo para não perder nada!

Fotos por Luiza Florenzano

CONTINUA

Onde encontrar

Peças inspiradas nessa história

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


COMENTÁRIOS # 9

  1. Demais!

    Responder
  2. Olá, tudo bem?
    Adorei a matéria. Gostaria de saber de onde é o carrinho de madeira que está na foto da sala.
    Vocês teriam essa informação para me passar?

    Obrigada! Bjs!

    Responder
    • Oi Júlia, tudo bom?
      Lindíssima essa casa, né? Você diz o carrinho vermelho perto da prateleira de concreto, ou aquele que parece um jacaré, na sala de brinquedos?

      Responder
  3. Adorei essa luz que ilumina a sala toda. Fotos lindas!

    Responder
  4. casa maravilhosa!!!
    qualquer pessoa quer morar nessa casa, cheia de alegria e cheia de luz!
    Parabéns, adorei a decoração, casa objeto tem um sitio certo

    Responder
  5. Oi, de onde são os tapetes? Grata!

    Responder

NOS VEMOS NO INSTAGRAM
@historiasdecasa

[instagram-feed]