Casa reformada que virou um lindo refúgio

Um sobrado antigo ganhou espaços mais amplos e iluminados após a obra

Até poucos anos atrás, quem entrasse nesse sobrado na Pompeia nunca imaginaria que ele poderia se tornar um lar tão agradável, iluminado e aconchegante. Na época, o lugar era habitado por uma aviadora aposentada que vivia com 20 cachorros e não reformava a casa há um bom tempo, então alguns espaços beiravam a precariedade. Porém, tudo mudou quando a arquiteta e designer Maria Cau cruzou com o imóvel e decidiu que ali seria sua nova morada. Ao lado da equipe do Goma Oficina, coletivo de arquitetos e artistas do qual faz parte, ela revitalizou totalmente o sobrado e criou ambientes cheios de referências bacanas.

“O principal objetivo da reforma era iluminar a casa ao máximo”, Maria Cau explica. Para isso, os arquitetos procuraram melhorar a planta original, ampliando os espaços e criando novas entradas de luz natural. O corredor lateral, por exemplo, recebeu uma cobertura de vidro e foi incorporado à sala e à cozinha. “Nos fundos, demolimos a pequena edícula onde ficava a antiga lavanderia para ganharmos mais luminosidade”, ela completa. Sem a construção anexa, que acabava escurecendo bastante a cozinha, foi possível criar até um jardim com piso de seixos e uma trepadeira que aos poucos irá tomar conta da parede.

Pouco tempo depois de se mudar para a casa, Maria Cau convidou uma amiga de infância para ser sua roommate e ocupar o segundo quarto do sobrado. Essa amiga é a figurinista Gabi, que também pertence a um coletivo artístico, o Ateliê Vivo. Como ambas estão no meio criativo, elas trocam muita ideia sobre dinâmicas de grupo e trabalho horizontal, então a convivência acaba sendo rica no compartilhamento de referências. “É muito bom poder dividir experiências – e a casa – com alguém que, como eu, tem esse pensamento de coletividade”, a arquiteta diz.

Segundo as moradoras, a decoração não chega a ser uma coisa pensada, ela vai sendo construída com presentes de amigos e objetos guardados com carinho. As bancadas da cozinha, por exemplo, a princípio foram montadas com estruturas temporárias de cenografia, enquanto as amigas esperavam juntar dinheiro para fazer a marcenaria da casa. Quando chegou a hora de criar os armários definitivos, elas chamaram a dupla Vitor Pena e Guilherme Tanaka para desenhar os móveis usando madeira e compensado naval, e hoje amam o resultado.

Seria impossível desassociar o trabalho das moradoras de sua casa, então os espaços trazem muitas das criações de Maria Cau e Gabi. “Eu sou artista gráfica e arquiteta, e estudo padrões geométricos. Nas paredes, coloco protótipos de peças e estudos de estampas que realizei. A Gabi faz renda de bilro e é uma grande artista. Ela traz pequenos bibelôs e objetos que significa na composição e na disposição deles pela casa”, a arquiteta conta. Por isso, as paredes e estantes estão sempre mudando, recebendo novas peças colecionadas ou trabalhos que vão ficando prontos, sem muita regra. “Eu sinto como se cada canto fosse um altar diferente. Os objetos têm o sentido emocional que a gente atribui a eles. São lembranças vivas que fazem a casa ser nossa extensão afetiva”.

Fotos por Luiza Florenzano

ONDE ENCONTRAR

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


COMENTÁRIOS # 12

  1. Que delícia de casinha <3
    Estou apaixonada por este banheiro todo azul!
    Vocês sabem dizer de onde são as cadeiras thonet??
    Parabéns pelo trabalho de vocês, amo o site.

    Responder
    • Oi Ligia.
      Essa casa é um amor mesmo. Adoramos!
      Você encontra cadeiras Thonet em vários lugares. Tem as oficiais na loja Thonart. Mas já encontramos em brechós na Av. São João, por exemplo.
      Beijos

      Responder
  2. Amei! Essa prateleira de livros do dormitorio é dos mesmos marceneiros da.cozinha? Obrigada

    Responder
  3. Que casa maravilhosa, gente! Esse corredor com teto de vidro então… ❤
    A bandeira do Brasil rosa vocês sabem onde encontrar ou foram elas que mandaram fazer? Queria uma 🙂
    Parabéns pelas fotos, sempre lindas!

    Responder
  4. Que amor essa casinha.
    Vocês sabem de onde é esse sofá? Fiquei apaixonada por ele.

    Responder
  5. Linda casa, decoração e lindos gatinhos! Parabéns, maria Cau! Vou copiar algumas idéias!

    Responder
  6. Coisa linda! De onde é o móvel tipo rack da varanda?

    Responder
    • Oi Juliana, tudo bom?
      Acredito que tenha sido desenhado pela moradora, que é arquiteta, ou pelo coletivo onde ela trabalha.
      Bjs

      Responder
  7. Adorei as fotos, de verdade! 😀

    Responder

NOS VEMOS NO INSTAGRAM
@historiasdecasa