Um lar para 3 | Capítulo 1

Um apê divertido compartilhado por três amigos com estilos parecidos

Uma casa e todas as memórias que ela guarda não podem ser resumidas de uma vez só, então por aqui fazemos diferente. Ao invés de concentrar todos os detalhes e fotos em uma única matéria, criamos pequenos capítulos para que você possa curtir essa visita durante vários dias. É só acompanhar a ordem pelo título dos posts e apreciar o passeio sem se preocupar com o relógio.

Dividir a casa com outras pessoas nem sempre é uma tarefa fácil, mas os três moradores desse apartamento em Pinheiros conseguiram transformar a rotina compartilhada em algo divertido. Tanto é que o refúgio da turma, que fica no 22º andar e tem uma vista incrível da cidade, foi carinhosamente apelidado de “Torre do Amor”. Após mais de sete anos repartindo o aluguel, fica difícil dizer se eles foram morar juntos porque eram amigos ou se acabaram se tornando amigos porque foram morar juntos.

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-01-cores

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-02

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-03

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-04

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-05

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-06

O primeiro a chegar foi o Zeca Bral, designer gráfico e produtor cultural. Na época ele tinha duas roommates, porém quando uma delas precisou se mudar, ele decidiu procurar candidatos bacanas através de um site que promove esse tipo de encontros. Foram aproximadamente sete entrevistados, mas o santo bateu mesmo com o Lissandro Silva, um cenógrafo carioca. Antes de vir para São Paulo Lissandro havia passado uma temporada de dois anos em Londres, então a adaptação foi tranquila, já que agora ele estaria bem mais perto do Rio de Janeiro. A última a entrar para o time foi a Carol Venancio, que está no apê há quase 5 anos. Ela já conhecia os meninos através de uma amiga em comum e assim que descobriu que os dois estavam precisando de mais alguém para dividir o aluguel logo se candidatou.

Com a “família” reunida a decoração ganhou cada vez mais importância. Se no começo eles só tinham as respectivas camas, um fogão, uma geladeira velha e a estante embutida, agora o apartamento é uma mistura feliz do estilo e das referências dos três, que, aliás, têm gostos muito parecidos. Os amigos de fora ajudaram a completar os cômodos doando objetos, quadros, livros e até o sofá e as poltronas da sala. Aos poucos os espaços foram se moldando até que o Lissandro, o mais engajado no assunto, resolveu assumir a estética vintage do apê e ir atrás de peças específicas: as letras e placas antigas que ocupam o corredor, os luminosos néon, móveis reaproveitados…

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-07

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-08

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-09

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-10

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-12

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-11

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-15

Os três trabalham em áreas criativas – a Carol está inclusive lançando uma marca de décor chamada Panache Home Treats – então eles não têm dificuldade em compor ambientes interessantes. Lissandro, por exemplo, aproveitou sua experiência como cenógrafo para projetar móveis, adaptar a iluminação original e criar painéis estampados como o que fica sobre o sofá. As coisas estão sempre mudando de lugar ou abrindo espaço para itens novos, em um constante “work in progress”. Aliás, nesses sete anos de apartamento nem mesmo a estrutura ficou imune às alterações. Por conta de algumas infiltrações, as paredes e portas tiveram de ser pintadas ao menos cinco vezes, o piso de tacos foi restaurado e toda a fiação foi trocada.

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-13

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-14

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-16

decoracao-historiasdecasa-aptorepublica-17

A sala é o centro de tudo, onde os moradores interagem, conversam sobre a vida, recebem e organizam festinhas animadas. Não por acaso, é também o cômodo preferido de todos. Ali, em cada pedacinho da estante estão expostas memórias e fotografias que registram tantos anos de amizade. É, dividir a casa com outras pessoas nem sempre é uma tarefa fácil, mas esse trio de amigos mostra que é possível conviver em harmonia. “Morar junto é sempre um exercício de diálogo e reflexão sobre o seu espaço e o do outro, algo que se leva para a vida em sociedade e por isso totalmente válido já que a tendência é o individualismo”, revela Zeca.

Ficou curioso para ver mais? Ainda essa semana vamos mostrar os outros ambientes do apê. Não perca!

Continua-final

Fotos por Rafaela Paoli

Deixe seu comentário 2 Comentários

  1. <3
    melhor lugar de sp

    Responder
  2. Que casa mais cheia de vida!!!! Isto sim é super FASHION!!!!! ❤️❤️❤️

    Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags