A escolha certa | Capítulo 1

A história de um casal que encontrou seu apartamento dos sonhos

Uma casa e todas as memórias que ela guarda não podem ser resumidas de uma vez só, então por aqui fazemos diferente. Ao invés de concentrar todos os detalhes e fotos em uma única matéria, criamos pequenos capítulos para que você possa curtir essa visita durante vários dias. É só acompanhar a ordem pelo título dos posts e apreciar o passeio sem se preocupar com o relógio.

Imagine visitar cerca de 70 imóveis à venda e ainda assim não encontrar o apartamento ideal? Foi isso o que aconteceu com o Gustavo e a Thaís, ambos administradores de empresa que trabalham no mercado financeiro. De casamento marcado, eles sabiam que precisavam tomar uma decisão logo, porém as circunstâncias não estavam colaborando. O casal inclusive chegou a fazer propostas em cinco apês para ver se algum acordo daria certo, mas todos estavam com problemas de documentação. Ao final dessa busca o destino enfim deu uma ajudinha e os dois, que a princípio gostariam de morar no Jardins, acabaram se apaixonando por um prédio no bairro mais boêmio da cidade.

Tudo aconteceu meio que por acaso. A corretora que os acompanhava vivia na Vila Madalena e os convenceu a visitar uma unidade na região, mas a planta não agradou o Gustavo e a Thaís. Um tanto desiludidos, eles se perderam no caminho de volta e caíram em um trecho sem saída da Rua Fidalga. O clima tranquilo, as árvores ao redor e as construções com fachadas modernas despertaram a atenção do casal, que por uma feliz coincidência encontrou um corretor em frente ao edifício pronto para atendê-los. Mesmo cansados eles decidiram conhecer um último apartamento e aí sim foi amor à primeira vista.

decoracao-historiasdecasa-aptoclassico-01-preto

decoracao-historiasdecasa-aptoclassico-02

decoracao-historiasdecasa-aptoclassico-03

decoracao-historiasdecasa-aptoclassico-04

decoracao-historiasdecasa-aptoclassico-05

decoracao-historiasdecasa-aptoclassico-06

O prédio escolhido pertence a uma série de empreendimentos inovadores idealizados pela construtora Idea!Zarvos e leva a assinatura do escritório Andrade Morettin Arquitetos. Na prática isso significa que a planta de cada duplex de 155m² pode ser alterada conforme a necessidade dos moradores – um atrativo e tanto! Quando o Gustavo e a Thaís pegaram as chaves o apê estava quase pronto, porém a disposição dos cômodos não era nada funcional, por isso eles contrataram o estúdio Domum, comandado pelas sócias Iracema Sousa e Melissa Patricio. A dupla ficou responsável pela definição do layout e pelas alterações estruturais, como a redução do lavabo, a criação da escada com degraus suspensos e a substituição dos revestimentos originais, entre outras mudanças.

decoracao-historiasdecasa-aptoclassico-07

decoracao-historiasdecasa-aptoclassico-08

decoracao-historiasdecasa-aptoclassico-15

Apesar de ter se encantado pela estética moderna da arquitetura, com muito cimento queimado, laje aparente e esquadrias metálicas, o casal é na verdade bem tradicional. Todos os móveis, objetos e tecidos foram escolhidos a dedo por eles mesmos para que conseguissem criar ambientes sofisticados e clássicos, compondo um contraste único que reflete a personalidade de ambos. Thaís acredita que se reconhecer dentro de casa é essencial, daí a importância de manter-se fiel ao próprio estilo.

Por conta da profissão os dois viajam com frequência para Nova York, então essa facilidade de encontrar bons produtos a preços acessíveis foi aproveitada ao máximo. Praticamente metade dos itens veio do exterior, incluindo chuveiros, torneiras, louças estampadas para a cozinha, uma batedeira amarela, roupas de cama e o divertido papel de parede do lavabo. Esse pequeno cômodo, aliás, virou um dos espaços preferidos da moradora e é o que lhe dá mais orgulho.

decoracao-historiasdecasa-aptoclassico-10

decoracao-historiasdecasa-aptoclassico-11

decoracao-historiasdecasa-aptoclassico-12

decoracao-historiasdecasa-aptoclassico-13

decoracao-historiasdecasa-aptoclassico-14

Dos outros países que já conheceram juntos, vieram mais lembranças interessantes. Durante a lua de mel, por exemplo, o casal realizou um safári em Masai Mara, no Quênia, e de lá trouxe um longo colar de miçangas coloridas que hoje fica emoldurado na sala de estar. Segundo a tradição da tribo que vive na região, a peça é usada pelas mulheres durante a cerimônia de casamento.

Além de memórias como essa, dos porta-retratos com fotografias de momentos importantes dos dois e dos objetos que refletem o gosto pessoal, o apartamento traz, acima de tudo, um sentimento de conquista. Em seu universo particular, Thaís e Gustavo se sentem realizados por todas as escolhas que fizeram, do casamento à última almofada comprada para a sala.

Está gostando da história? Então volta aqui na quarta-feira porque vamos publicar o segundo capítulo, com mais fotos e detalhes bacanas. Acompanhe!

Continua-final

Fotos por Rafaela Paoli

Deixe seu comentário 2 Comentários

  1. Uma dúvida, essa planta que está sobre a mesa em um vaso com água sempre observo na maioria das casas publicadas aqui. São vocês que leva? Poderiam me dar o nome dela, pois estou apaixonada e quero comprar uma pra minha casa. beijos

    Responder
    • Oi Suyane, tudo bom?
      Você diz a folhagem que está sobre a mesa de jantar?
      A planta se chama costela de adão e nós somos apaixonadas por ela! Não somos nós que levamos, mas sempre gostamos quando a encontramos nas casas, rs.
      O legal é que as folhas duram cerca de 1 mês, são ótimas.
      Beijos 🙂

      Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags