Caixinha de surpresas | Capítulo 1

Piso colorido e marcenaria desenhada sob medida definem esse apartamento

Uma casa e todas as memórias que ela guarda não podem ser resumidas de uma vez só, então por aqui fazemos diferente. Ao invés de concentrar todos os detalhes e fotos em uma única matéria, criamos pequenos capítulos para que você possa curtir essa visita durante vários dias. É só acompanhar a ordem pelo título dos posts e apreciar o passeio sem se preocupar com o relógio.

Sabe aquele ímpeto de mudar tudo e começar uma vida nova do zero? Pois a produtora gastronômica Veridiana Mott conhece muito bem essa sensação. Após cinco anos encarando as mesmas paredes e tendo que lidar com os ambientes mal distribuídos de seu apê em Pinheiros, em um belo dia ela resolveu tomar coragem e finalmente dar início à reforma que havia ensaiado tantas vezes em sua cabeça. A transformação foi intensa – e extensa! Veridiana precisou enfrentar quase um ano de obras até poder voltar para o ninho, mas no final todo esse esforço valeu a pena.

Para sua sorte, durante esse período ela contou com a ajuda do Estúdio Risco, formado por Humberto Pio, Marcelo Dacosta e Tiago Guimarães. A moradora os conheceu por indicação de um amigo e logo na primeira conversa já percebeu que as coisas sairiam exatamente da forma como estava imaginando: “Me identifiquei com o estilo deles, mais low profile, jovem e sem frescuras”, conta. Sem receios, Veridiana deu carta branca para que os arquitetos sugerissem grandes intervenções – desde que resolvessem os pontos que mais lhe incomodavam na decoração antiga, é claro. Com pequenas doses de ousadia sobre uma base discreta, o apartamento tem o jeitão de sua dona.

decoracao-historiasdecasa-apartamentominimalista_02

decoracao-historiasdecasa-apartamentominimalista_03

decoracao-historiasdecasa-apartamentominimalista_04

decoracao-historiasdecasa-apartamento-minimalista_01

decoracao-historiasdecasa-apartamentominimalista_05

decoracao-historiasdecasa-apartamentominimalista_06

decoracao-historiasdecasa-apartamentominimalista_07

decoracao-historiasdecasa-apartamentominimalista_08

decoracao-historiasdecasa-apartamentominimalista_09

decoracao-historiasdecasa-apartamentominimalista_10

decoracao-historiasdecasa-apartamentominimalista_11

Praticamente toda a estrutura elétrica e hidráulica foi substituída na reforma, assim como alguns revestimentos, mas a parte realmente divertida desse processo aconteceu na cozinha. Na verdade a ideia inicial da produtora era concentrar os ajustes apenas nesse cômodo, porém os arquitetos conseguiram convencê-la de que compensava investir em um projeto de maiores proporções: seria uma nova casa para uma nova fase. Apaixonada por gastronomia, ainda assim ela quis que o espaço ganhasse atenção especial e detalhes marcantes para virar protagonista do apê.

Paredes vieram abaixo para que o ambiente pudesse se integrar à sala de estar por um lado e à área de serviço por outro – dessa forma a iluminação natural percorre cada canto, fazendo brilhar o surpreendente piso de resina vermelha. Para equilibrar as cores, os armários assumiram um suave tom de cinza e todas as paredes que restaram foram pintadas de branco. Cheia de equipamentos, utensílios e temperos, a cozinha é onde a moradora extravasa sua vontade de colocar a mão na massa e onde recebe os amigos para almoços prolongados nos finais de semana.

decoracao-historiasdecasa-apartamentominimalista_12

decoracao-historiasdecasa-apartamentominimalista_13

decoracao-historiasdecasa-apartamentominimalista_14

decoracao-historiasdecasa-apartamentominimalista_15

decoracao-historiasdecasa-apartamentominimalista_16

decoracao-historiasdecasa-apartamentominimalista_17

Do apartamento em que morou na infância Veridiana traz lembranças que envolvem muitas relíquias e antiguidades, então talvez seja daí que venha seu interesse por móveis e objetos que contem histórias. Amiga de Teo Vilela, proprietário da Loja Teo e especialista em mobiliário vintage, ela pôde contar com a ajuda dele na época em que estava escolhendo o que iria comprar para preencher os cômodos. Sem pressa, a produtora diz que essa etapa ainda está em andamento, por isso a decoração atual tem um ar minimalista, com poucas e boas peças.

Inspirada por sua mãe, que sempre teve esse mesmo olhar curioso sobre as coisas antigas, a moradora iniciou uma coleção de luminárias de vidro opalino muitos anos atrás. O acervo, reunido com o passar do tempo e garimpado em diversas lojas e feiras espalhadas pelo país, é tão grande que foi possível instalar opalinas em quase todos os pontos de luz do imóvel e ainda assim muitas peças sobraram – essas agora guardadas cuidadosamente nos armários.

Feliz com o resultado da mudança, Veridiana pode finalmente se identificar com o local onde mora. Continue acompanhando a história para descobrir outras soluções bacanas da reforma. Amanhã o Capítulo 2 entra no ar, aguardem!

Continua-final

Fotos por Alessandro Guimarães

Deixe seu comentário 6 Comentários

  1. MARAVILHOSO! Esse chão da cozinha ficou ” T U D O “!

    Responder
  2. Gostei da conversa entre os plafons sextavados e as opalinas verdes; os móveis são todos leves e não escondem o piso MARAVILHOSO. Um encanto!

    Responder
  3. Adorei o piso da cozinha, qual material dele ? Qual profissional aplica ou coloca esse tipo de piso? Se puder responder, obrigada!

    Responder
    • Oi Luma, tudo bem?
      O piso é feito de resina epóxi. Existem várias cores no mercado e empresas especializadas em sua instalação – sugerimos contratar uma empresa e não apenas a mão-de-obra porque assim você garante um resultado bacana mesmo. Ele pode ser aplicado direto sobre o piso frio e não mancha, mas pode ficar com riscos com o passar do tempo. De qualquer forma, vale se informar a respeito.
      Beijos e boa sorte

      Responder
  4. Adoraria saber mais sobre o chão vermelho! É maravilhoso… ADOREI!! O fato de não ter tapetes pela casa faz valorizar o lindo piso.

    Responder
    • Oi Luiza, tudo bom?
      Seria um pecado cobrir esses pisos com tapetes né? Porque até o taco é lindo, rs…
      O revestimento da cozinha é resina epóxi e existem diversas cores no mercado. Vale pesquisar para saber se seria uma boa opção pra você!
      Beijos 🙂

      Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags