Estúdio Pulpo

Um escritório de design decorado com cores alegres e ideias criativas

A decoração faz parte do nosso dia a dia, por isso conseguimos enxergar ideias interessantes em quase todo lugar, inclusive em ambientes de trabalho. Depois de perceber que esses espaços também tinham suas histórias pra contar, decidimos lançar uma seção chamada POR AÍ. Além de mostrar onde pessoas talentosas produzem suas criações, vamos falar sobre a carreira de cada uma delas…

Quem acompanha o Histórias de Casa desde o começo com certeza já viu o nome da Rafaela Paoli por aqui. Criadora do Estúdio Pulpo, que engloba as áreas de design gráfico, interiores e fotografia, a Rafa foi uma das primeiras colaboradoras do blog, por isso a matéria de hoje tem um gostinho especial.

Como toda criança imaginativa, durante a infância Rafaela pensou em seguir inúmeras carreiras mirabolantes. Sonhava em ser médica, astronauta, advogada, geóloga… Conforme ela foi crescendo a criatividade continuou a fazer parte de sua realidade, porém dessa vez os objetivos estavam mais claros. Bem na época em que a Rafa precisava definir o curso que faria na faculdade, e, de certa forma, o curso que sua vida tomaria, ela descobriu o design gráfico.

“Eu gostava muito de desenhar, mas não via futuro para mim como artista. O design me chamou a atenção pois nele também há espaço para criar.”

A identificação com a profissão foi confirmada após um curso técnico na ABRA, que posteriormente a levou à graduação na ESPM, com ênfase em comunicação visual e marketing. Rafaela foi se aprofundando cada vez mais no assunto e tentou explorar ao máximo as possibilidades desse universo que se abria. Sem conseguir ficar parada, ela passou um semestre em Londres estudando experiência de marca e ilustração e, assim que voltou ao Brasil, começou dois cursos ao mesmo tempo, um de fotografia e o outro de design de interiores, ambos na Escola Panamericana. Estudar definitivamente não é problema para ela.

01-decoracao-escritorio-colorido-estudiopulpo

02-decoracao-escritorio-lampadas-fio

03-decoracao-escritorio-rafaela-paoli-estudio-pulpo

04-decoracao-escritorio-lampadas-fio

05-decoracao-escritorio-parede-letras-tipografia

Apesar de cada uma das três áreas ter características bem distintas, elas facilmente se complementam. Aliás, a ideia de Rafaela era justamente poder apresentar projetos completos a seus clientes – do branding à catálogos impressos, passando pela decoração dos ambientes e pelo registro fotográfico dos produtos da marca. Coincidência ou não, os temas que ela mais gosta de captar com sua câmera são interiores e pessoas: “Fotografar casas é algo mais técnico, enquanto retratar pessoas é mais poético, podemos tentar registrar sensações, pensamentos, sentimentos…”, resume.

“Trabalhar em áreas relacionadas à criatividade reflete quem eu sou e a minha necessidade de estar sempre gerando coisas novas.”

Mesmo antes de viajar para Londres Rafaela já pensava em abrir um estúdio próprio, porém o sonho só pôde tomar forma quando ela regressou a São Paulo e começou a desenvolver trabalhos como freelancer. A princípio o Estúdio Pulpo funcionava no esquema home office, mas conforme a demanda foi crescendo Rafa precisou procurar uma sala comercial para a empresa. Esse passo foi um grande marco para a designer, afinal além de ter uma sede física e um espaço confortável para receber os clientes, a decoração inspiradora de seu novo escritório ficou a seu cargo.

06-decoracao-parede-cinza-quadros-madeira

07-decoracao-garrafa-vaso-flores

08-decoracao-escritorio-rafaela-paoli-estudio-pulpo

09-decoracao-escritorio-copa-frigobar-retro

10-decoracao-estante-grade-divisoria-sofa

11-decoracao-estante-grade-divisoria-quadros

12-decoracao-sofa-vintage-almofada-colorida

14-decoracao-estante-grade-divisoria-sofa

13-decoracao-sofa-vintage-almofada-colorida

15-decoracao-rolo-papel-craft-desenho

Por saber que passaria muitas horas do dia no escritório, Rafaela quis fugir completamente do visual corporativo – ou seja, ela evitou materiais high tech, móveis muito retos e detalhes impessoais: “Quis criar um ambiente mais personalizado e acolhedor, meio com cara de casa mesmo, para transformá-lo em um local gostoso de ficar.”. Cheia de referências em mente, a designer e fotógrafa tinha uma reserva de ideias que queria colocar em prática, como a mesa de madeira de demolição, as letras coladas na parede, a luminária com diversas lâmpadas à mostra… O piso de tacos, que lembra o da casa de sua avó, arremata o cenário e traz ainda mais aconchego.

Para sair do óbvio e ainda assim conseguir adequar o projeto a um orçamento enxuto, o mobiliário mescla itens desenhados por ela, como a estante com gavetas em laca vermelha e os armários da copa, a peças herdadas de família. O sofá pertenceu à casa de sua avó e ganhou novo estofamento antes de ir para o estúdio e a poltrona Barcelona, com pufes da mesma linha, era do antigo endereço da família de Rafa. Comprados em um distribuidor de laranjas, os caixotes que funcionam como mesinha lateral deram um toque handmade à decoração, além de combinarem com as plantas que se espalham pelo cômodo e os tecidos trazidos de uma viagem ao México.

16-decoracao-poltrona-barcelona-tecido-estampado

17-decoracao-caixote-mesa-lateral-suculenta

18-decoracao-caixote-mesa-lateral-suculenta

19-decoracao-lavabo-papel-parede-azul

20-decoracao-lavabo-papel-parede-azul

Rafaela tem um carinho especial pelos dois quadros que ocupam a parede atrás da bancada de trabalho: um deles é do festival de música Coachella, ao qual ela esteve junto com seu irmão no ano passado, o outro é uma obra original do designer brasileiro Rico Lins, criada originalmente para uma exposição na França. Porém a cereja do bolo, segundo ela mesma, é a grade de ferro trabalhado que funciona como uma divisória. “Vi este desenho de grade na janela de uma casa em Higienópolis há cerca de 3 anos e me apaixonei, o problema foi encontrá-lo e, principalmente, no tamanho que eu precisava. Foi difícil chegar à melhor forma de instalá-la no local, já que ela não seria chumbada em um vão de janela, mas o resultado ficou incrível.”.

“Eu trouxe para cá um pouco da minha própria história, das minhas paixões e viagens que fiz…”

Como ainda mora com seus pais, a Rafa aproveitou a deixa de montar seu escritório para poder colocar em prática tudo o que sonhava em um projeto de interiores – além de deixar o lugar com a sua cara é claro. De bônus, ela ganhou o prazer de trabalhar com o que ama e no espaço que mais ama também!

.

Fotos por Rafaela Paoli

Deixe seu comentário 6 Comentários

  1. Que demais de liiiindo! É muito bom poder trabalhar em um lugar gostoso e com a nossa cara, aqui nosso cantinho também está ficando lindo, depois vocês tem que conhecer!
    Beijos

    Responder
  2. Muito interessante essa grade! Mas adorei também as cores do espaço 🙂

    Responder
  3. Eu adoro as decorações com caixas de feira.. 🙂

    Responder
  4. O sofá da vó é maravilhoooooso! <3

    Responder
  5. Perfeita combinação de cores. Gostaria de pintar minha casa com essa tonalidade de cinza, tem como me informar o nome da cor e a marca? Fico grata!

    Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Por Aí

Tags