Os encantos de um apê pequeno

Boas ideias de arquitetura e decoração para espaços compactos

No vai e vem acelerado da rua Teodoro Sampaio, em meio a lojas, ônibus e calçadas lotadas, pouca gente repara em um prédio antiguinho com fachada bege, mas foi ali que a arquiteta e urbanista Daniella Lima construiu seu lar doce lar ao lado do namorado, o também arquiteto Paulo Feliz. Iluminado, acolhedor e surpreendentemente silencioso, o apartamento de 50m² deixa toda a bagunça da cidade da porta pra fora. E olha que esse não é o único encanto do apê.

“Procurávamos um apê perto do metrô com boa iluminação e ventilação. O orçamento era curto, por isso estávamos dispostos a encarar um imóvel mais barato, meio detonado, que pudesse ser reformado para ficar do nosso jeito”, Dani conta. Isso explica porque o casal gostou tanto das janelas, da claridade e do pé-direito alto da sala. Para completar, o apartamento ainda tem uma pequena varanda que ajuda a isolar a agitação da rua. “Quando fomos atrás das plantas originais para iniciar a reforma, descobrimos que o projeto é do Hélio Duarte, arquiteto que admiramos muito. Mesmo o prédio estando velhinho, ele virou o nosso xodó”, ela completa.

01-decoracao-apartamento-pequeno-integrado-moveis-coloridos

02-decoracao-apartamento-pequeno-integrado-porta-colorida-concreto

03-decoracao-apartamento-pequeno-sala-sofa-estilo-futon

04-decoracao-apartamento-pequeno-ideia-canaleta-sobre-sofa

05-decoracao-apartamento-pequeno-luz-natural-janelas-antigas-pintadas

06-decoracao-apartamento-pequeno-violao-pendurado-na-parede

07-decoracao-apartamento-pequeno-luz-natural-janelas-antigas-pintadas

Quando Dani e Paulo começaram a obra, o apartamento estava totalmente diferente. Os revestimentos dos anos 50 haviam sido substituídos, os tacos de madeira foram retirados e as janelas já não funcionavam direito. Isso sem contar a distribuição dos cômodos: o banheiro era grande sem necessidade, a área de serviço não tinha espaço para uma máquina de lavar e a cozinha ficava separada da sala, o que a tornava mais escura. Inspirado pelo desafio, em seis meses o casal realizou uma verdadeira revolução na arquitetura e na decoração do apê.

A cozinha, antes escondida, virou o centro das atenções quando os arquitetos retiraram as paredes que a sufocavam. Outra ideia inteligente foi juntar a área de serviço ao mesmo ambiente por meio de uma bancada contínua, trazendo mais funcionalidade ao dia a dia. A parte elétrica e hidráulica foi refeita, os caixilhos foram trocados e novos acabamentos entraram em cena, mudando por completo o visual do espaço.

“Nossa maior frustração foi encontrar o apartamento já sem os revestimentos originais. Sem poder repor o antigo piso, de cerâmica vermelha hexagonal, acabamos optando pelo ladrilho hidráulico hexagonal e brincamos com as cores. Esse material pesava no orçamento, então queríamos equilibrá-lo com um revestimento de parede mais em conta, como os azulejos brancos. Foi uma decisão acertada. Além disso, tanto na cozinha como no banheiro não azulejamos todas as paredes nem levamos o acabamento até o teto, o que dá uma sensação maior de aconchego, pois deixa os ambientes menos frios, além de reduzir os custos”, Dani diz.

08-decoracao-apartamento-pequeno-estante-tv-prateleiras-brancas

09-decoracao-apartamento-pequeno-estante-tv-plantas-pendentes

10-decoracao-apartamento-pequeno-vaso-de-parede-vidro

11-decoracao-apartamento-pequeno-estante-tv-prateleiras-brancas

12-decoracao-apartamento-pequeno-vaso-com-rolhas

13-decoracao-apartamento-pequeno-banheiro-porta-colorida-piso-ladrilhos

14-decoracao-apartamento-pequeno-banheiro-concreto

* Segredos que fazem os espaços parecerem maiores

Segundo os moradores, a iluminação natural e a integração total são bons truques para ampliar os ambientes visualmente. “As janelas grandes, a orientação noroeste e o pé-direito alto trazem uma luz linda, especialmente no fim da tarde. A substituição do caixilho da área de serviço e a abertura da cozinha deixaram os cômodos ainda mais claros e amplos. Além disso, integramos dois espaços que estavam presentes na planta original, mas que não eram necessários em um apartamento pequeno: o hall de entrada e o hall do quarto. Esta alteração deixou a sala menos recortada, parecendo mais espaçosa e até liberou área para a criação de um closet no quarto”.

O casal elaborou o projeto contando os centímetros na ponta do lápis, por isso escolheu materiais com espessura reduzida, como a placa cimentícia de apenas 1,5 cm que serve de ‘parede’ entre a mesa de jantar e a geladeira, mais escondidinha. “Por fim, procuramos escolher móveis com medidas adequadas às dimensões do apê e de aparência leve. A mesa de vidro, a cadeira de palha e o sofá sem braços e com pés finos – que permitem a visualização de mais área de piso – fazem o espaço parecer maior”.

15-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-aberta-parede-cinza

16-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-azulejos-brancos-piso-ladrilhos

17-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-integrada-com-area-servico

18-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-integrada-detalhes

19-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-integrada-com-area-servico

20-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-integrada-detalhes

21-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-integrada-com-area-servico

22-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-canaleta-temperos

23-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-canaleta-temperos

Paulo nasceu em Porto, uma das maiores cidades de Portugal, e seus pais ainda vivem lá, então o casal viaja com frequência para visitar os familiares do arquiteto. Nessas viagens, uma das grandes diversões dos dois é garimpar objetos para a casa, como utensílios de cozinha, ingredientes diferentes, enfeites… “O que o Paulo traz de mais português é o apego pela família. Mesmo estando longe, mantém uma relação muito próxima com os pais, irmãos e avós. Além disso, construiu um vínculo muito forte com a minha família também. Gostamos de estar juntos, de ter a casa cheia. Como manda a tradição, esses encontros costumam girar em volta de uma mesa farta. Nossa satisfação é ver todos à vontade, acolhidos por nós e pela casa”, Dani revela.

Agora que você já se inspirou com a história e com as ideias da Dani e do Paulo, veja também a deliciosa receita de pastéis de nata (também conhecidos como Pasteizinhos de Belém) que ela preparou para nós.

24-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-receita-pastel-de-nata

25-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-receita-pastel-de-nata

26-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-receita-pastel-de-nata

27-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-receita-pastel-de-nata

28-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-receita-pastel-de-nata

29-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-receita-pastel-de-nata

30-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-receita-pastel-de-nata

31-decoracao-apartamento-pequeno-cozinha-receita-pastel-de-nata

Pastéis de nata

Ingredientes:

• 300 g de massa folhada congelada
• 2 colheres (sopa) de farinha peneirada
• 1 ½ xícara (chá) de leite integral
• ½ xícara (chá) de açúcar peneirado
• 1 rama de canela
• ¼ de tampa de essência de baunilha
• 3 gemas peneiradas
• Casca de meio limão

Modo de preparo:

  1. Deixe a massa folhada descongelar por aproximadamente 1 hora. Pré-aqueça o forno a 220°C – se for forno a gás pode ser uma temperatura mais alta.
  2. Em uma panela média dissolva a farinha no leite aos poucos. Junte a canela e a casca de limão. Coloque em fogo baixo sem deixar ferver, apenas para cozinhar a farinha.
  3. Junte o açúcar e a baunilha, sempre mexendo. Desligue o fogo e retire a canela e a casca de limão.
  4. Coloque as gemas aos poucos, mexendo sempre para não cozinharem. Reserve e deixe esfriar.
  5. Abra a massa folhada e enrole formando um cilindro com comprimento igual ao lado maior da massa. Corte em fatias de aproximadamente 2,5cm e forre formas de empada de maneira homogênea, até a borda. Distribua o creme nas forminhas deixando mais ou menos 1cm de borda sem recheio.
  6. Asse por aproximadamente 15 minutos, ligando o grill nos 5 minutos finais para dourar o creme.
  7. Espere esfriar por 5 minutos e desenforme. Sirva ainda morno, polvilhado com canela.

.

Fotos por Rafaela Paoli

Deixe seu comentário 14 Comentários

  1. Lindo. O aproveitamento do espaço está incrível. Parabéns. Fiquei curiosa quanto ao quarto. Gostaria de saber qual é o nome da cor das tintas azul e cinza das portas. Obrigada, Bjos!

    Responder
    • Oi, Adriane!
      A parede da entrada é “Cinza Arame” da Coral. A porta azul do banheiro recebeu pintura tipo gofrato, não sei te dizer a cor exata, mas no armário da cozinha procuramos uma cor próxima, usamos a fórmica “azul cobalto” L012 TM.
      Espero ter ajudado.
      Daniella

      Responder
  2. Lindo demais! Parabéns!

    Responder
  3. Que apartamento mais encantador! Apaixonada pelo ladrilho!

    Responder
    • Bem fofo esse ladrilho menorzinho né? A gente nem sabia que vendiam nesse tamanho. Também adoramos!

      Responder
  4. Simplesmente encantador!! Parabéns!

    Responder
  5. Querem sentir como o doce é o AMOR? Entrem e sintam. Estes dois nasceram um para o outro….e são mesmo arquitetos de primeira; construindo o futuro HOJE. Mil parabéns.

    Responder
  6. Obrigada,Daniella!

    Responder
  7. Podia ter um “Onde encontrar” desse ap.
    Só tem coisa linda.

    Mais uma vez o histórias de casa ta de parabéns.

    =)

    Responder
    • Oi Bruna! Verdade né? Os moradores escolheram muito bem as peças.
      Mas temos uma novidade boa: a partir desse ano todas as matérias terão o ‘onde encontrar’ e ele será mais intuitivo!
      Espero que goste.
      Beijão

      Responder
  8. Achei uma graça tudo! Queria saber de onde é o rack e as prateleiras? Obrigada!

    Responder
    • Oi Marina, tudo bem?
      O rack foi comprado na Tok Stok. Já as prateleiras você encontra na Leroy Merlin ou outras lojas do ramo.
      Beijos

      Responder
  9. Muito bom gosto. Gostaria de saber de onde é o ladrilho da cozinha e banheiro. Muito obrigado

    Responder
    • Oi Yan, tudo bom?
      A moradora nos contou que o ladrilho foi feito na empresa Ladrilar, mas eles tiveram alguns probleminhas com eles. Uma outra opção é a Casa Franceza. De qualquer forma, a Dani recomenda que você procure mão-de-obra especializada para a instalação, principalmente se o ladrilho for hexagonal. Fica a dica!
      Beijos

      Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Na Cozinha

Tags