Praia particular | Capítulo 1

Cores, luz e móveis despretensiosos em um apê com clima de férias

Uma casa e todas as memórias que ela guarda não podem ser resumidas de uma vez só, então por aqui fazemos diferente. Ao invés de concentrar todos os detalhes e fotos em uma única matéria, criamos pequenos capítulos para que você possa curtir essa visita durante vários dias. É só acompanhar a ordem pelo título dos posts e apreciar o passeio sem se preocupar com o relógio. 

Móveis encontrados em caçambas, um sofá estilo Luís XV, toalhas de plástico, um aparador espelhado… no apartamento do publicitário Cristiano Pio de Almeida não existe preconceito: peças de origens completamente distintas convivem em harmonia. No entanto, o que surpreende mais é o clima de praia que o morador conseguiu criar usando apenas a decoração e as plantas, um de seus xodós. Apesar de ser de Porto Alegre e de morar em São Paulo há bastante tempo, Cristiano confessa que seu sonho era viver com o pé na areia, por isso ele tratou de deixar seu apê o mais perto disso possível.

Eu sou louco por praia, mar, sal, sol e vento – trago isso comigo desde sempre. Nada mais natural que ao montar seu ninho você busque o que te faz bem. Comigo foi assim. Hoje tenho uma cabana de praia dentro do Higienópolis”, ele brinca. Para garantir essa conexão com o céu e a natureza, o publicitário foi atrás de um imóvel com varanda e muita luz natural. “Vim conhecer o apê pela manhã e fui pego de surpresa. O sol entrava pelo apartamento inteiro, como se desse um beijo nos espaços. Fiquei louco, comecei a andar e percorrer a varanda aberta para o céu. Nunca mais saí”, completa.

Vazio, velho e malcuidado, o apartamento poderia parecer um lugar sem futuro para muitos, porém para Cristiano, que já estava apaixonado, o espaço tinha todo o potencial para se tornar o lar convidativo e colorido que ele sempre quis. E olha que nem foi preciso investir em reformas intermináveis: o morador retirou uma parede dispensável para aumentar um pouquinho a sala, usou tintas bem coloridas em detalhes e instalou um piso de cimento queimado branco em todo o apê. Aliás, os revestimentos clarinhos são essenciais para essa sensação de refúgio praiano.  “Coloquei o cimento em tudo para dar um frescor e poder molhar à vontade. Uso muito a varanda e o chuveirão, então vivo o apartamento como uma casa de praia mesmo”.

Sobre a base branca, os objetos em cores alegres parecem saltar aos olhos. Um galho pintado de vermelho, a toalha com listras azuis, frutas artificiais sobre a mesa, pedras colhidas em outras praias e até um colar havaiano fazem parte das composições divertidas e com um quê cenográfico criadas pelo morador. “A casa é muito do meu universo e do meu dia a dia. Eu uso tudo o que tenho, inclusive referências do trabalho. Colo tudo com fita crepe pelas paredes, por exemplo. Aqui a decoração é a ‘não decoração’”, Cristiano explica.

Com olhar criativo e garimpeiro, o publicitário adora descobrir tesouros escondidos pelo bairro, como as cadeiras brancas resgatadas de caçambas. “Gosto muito de reutilizar coisas e dar a elas novos significados. O que já não serve para uns pode ser novo, lindo e útil para outros”, ele diz. A mesma regra vale para o aparador pintado com tinta salmão no hall de entrada, achado em um canteiro de obra.

Para completar o cenário praiano Cristiano criou uma selva particular com folhagens e árvores de pequeno porte acomodadas em vasos. O publicitário diz que sempre gostou de ter plantas por perto, então essa invasão verde é algo totalmente natural para ele. Com os anos ele foi descobrindo que a iluminação e o calor do apartamento proporcionam um ecossistema apropriado para o cultivo, então passou a fazer mudas e a buscar novas espécies para ampliar a ‘família’: “Na verdade, as plantas são as donas do apê”, ele conta.

Ei, essa história ainda não acabou! Clique no ‘Continua’ abaixo para não perder o Capítulo 2.

Onde encontrar

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Fotos por Gisele Rampazzo

Deixe seu comentário 7 Comentários

  1. Criativo, descontraído, lindo!!!
    Percebi que recentemente as fotos do site estão bem mais pesadas, como a velocidade da conexão nem sempre é aquela maravilha, a página tem demorado bem mais tempo para baixar por completo. Às vezes é preciso reiniciar para concluir. Acredito que o formato anterior é a melhor opção, visto que as imagens apesar de serem mais leves tinham boa e carregava facilmente.

    Responder
  2. * tinham boa resolução e carregavam facilmente

    Responder
    • Oi Júlia, tudo bom?
      O apê do Cristiano é único! Cheio de personalidade… 🙂
      Obrigada por nos avisar sobre o carregamento da página. Para nós ela abre normalmente, mas vamos checar com o nosso programador para ver se conseguimos melhorar isso. Mudamos a resolução das fotos no ano passado, você tem reparado nisso desde então?
      Beijão e valeu a dica!

      Responder
  3. A d o r e i! Vcs são incríveis e nos presenteiam com cada ambiente, cada um mais gostoso que o outro, o Cristiano é um afortunado. Nossa! Tive a sensação de estar dentro da casa , realmente é encantador!

    Responder
    • Oi Milse!!!
      Ownnn, que orgulho. Muito obrigada pelo carinho 🙂
      Adoramos descobrir o apê do Cristiano. A luz do sol realmente invade os espaços, nos transportando para mais perto da praia, rs.
      Beijos!

      Responder
  4. Olá. Adorei este sofá branco. Sabe qual é o modelo e onde encontro um igual ?

    Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags