Refúgio urbano | Capítulo 2

Apartamento colorido e descolado em São Paulo

O arquiteto Renato, um dos criadores do Estúdio Cada Um, costuma fazer escolhas racionais e objetivas quando está projetando a casa de algum cliente. No entanto, na hora de montar seu primeiro apartamento próprio ele deixou a intuição falar mais alto e decidiu juntar várias ideias em um só lugar. “Esse apê é um exercício de autoconhecimento e desapego, mas como só tenho uma casa, me permiti exagerar um pouquinho.”, explica o morador. Para conhecer de perto cada detalhe inusitado da decoração, acompanhe também o Capítulo 1, publicado ontem.

Manter as paredes brancas nunca esteve entre os planos de Renato. Uma ou outra ainda vá lá, porém a maioria recebeu tons de cinza para que o fundo escuro desse destaque aos objetos, móveis e quadros garimpados por ele e Jô Machado, que se mudou para o apartamento pouco após sua chegada. Para evitar que as portas antigas ficassem marcadas e amareladas com o tempo, o arquiteto mandou pintar todas elas com um azul bem suave, replicado inclusive na estrutura dos armários embutidos nos dois dormitórios. Já que estava trabalhando com escalas de cinza e azul, Renato montou uma composição geométrica nessas cores e criou uma estampa atrás da estante da televisão.

21-decoracao-parede-pintura-geometrica-tinta-cinza-azul

22-decoracao-sala-televisao-estante-trilho-sofa-cinza-chaise

26-decoracao-sala-estar-parede-pintura-split-ar-condicionado-camuflado

23-decoracao-sala-estar-home-office-integrado-mesa-madeira

24-decoracao-parede-pintura-geometrica-estante-trilho-cremalheira

25-decoracao-sala-estar-home-office-integrado-mesa-madeira

27-decoracao-sala-estar-estante-divisoria-parede-portas-pintura

28-decoracao-arquitetura-colecao-lego-icones-falling-water

Além da arquitetura e do design, o casal tem outra grande paixão em comum: as viagens. Tanto que alguns anos atrás eles se juntaram a outros quatro amigos para criar o blog Chicken or Pasta?, repleto de dicas, roteiros e informações interessantes sobre os destinos mais incríveis do mundo. A ideia inicial era descolar convites para viajar mais por meio do site, mas a coisa engrenou e agora a turma procura profissionalizar cada vez mais o negócio.

Entre tanta ponte aérea, Renato e Jô já viveram experiências inesquecíveis. “A primeira grande viagem que fizemos juntos foi para a Suécia, para um casamento. Foram três dias memoráveis com muitas pessoas queridas e depois ainda esticamos em um festival de música. Outra história marcante foi a ida para a Tailândia e para o Camboja. Era a nossa primeira vez na Ásia, que parece outro planeta para nós, ocidentais.”, lembra o arquiteto. Com essas idas e vindas a casa sempre acaba ganhando um novo souvenir, seja um regador com desenho escandinavo, uma bola de futebol americano dos anos 50 comprada em Berlim ou até um osso calcificado encontrado nas areias das praias tailandesas.

Bem diferente da área social, onde cada canto tem diversos objetos e muita informação, o quarto do casal foi pensado para ser um espaço mais calmo e organizado. Como ele é usado apenas nos momentos de descanso, o cômodo não poderia ficar muito carregado, então seus elementos são simples: uma cabeceira de madeira emoldurando a cama, um criado-mudo convencional de um lado, um nicho suspenso do outro e poucos quadros. Isso sem falar na roupa de cama estampada e nos vasinhos feitos com latas reaproveitadas, acessórios que deixam a decoração mais bacana sem complicação. Tem também a história da poltrona vintage achada em uma caçamba e restaurada pelo morador e do piso de tacos, cujo acabamento segue o mesmo padrão aplicado na sala de estar.

29-decoracao-quarto-branco-quadros-roupa-cama-estampada

30-decoracao-quarto-suculentas-plantas-vaso-lata-pintada

31-decoracao-quarto-suculentas-plantas-vaso-lata-pintada

32-decoracao-quarto-armarios-embutidos-antigos-pintados-verde-menta

33-decoracao-quarto-branco-quadros-roupa-cama-estampada

34-decoracao-quarto-suculentas-plantas-vaso-cristal

Longe de ser um lugar impecável, o apartamento de Renato e Jô é uma miscelânea de cores, sentimentos e objetos. “Essa imperfeição é um reflexo de que a nossa casa tem vida. Aliás, um lar de verdade é assim: os copos quebram e o jogo fica desfalcado, o sofá tem uma mancha de alguém que derrubou vinho, o piso de madeira acaba um pouco detonado por causa do cachorro e assim vai. As coisas depois podemos mandar consertar. A vida, depois que passou, não tem volta.”, resume o morador.

Fotos por Isadora Fabian, do Registro de Dia a Dia

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


COMENTÁRIOS # 13

  1. Adorei o sofá cinza escuro! Parece muito com a linha ‘sofo” da Tok & Stok. Sabem me dizer se seria esse? Obrigada 🙂

    Responder
    • Oi, tudo bem?
      Esse sofá o morador comprou de um parente que estava se mudando para um apê menor (aí o sofá não ia caber e o Renato ‘herdou’). Demos uma olhada no site da Tok&Stok, mas acreditamos que não seja a mesma linha não. Pessoalmente deu pra notar que o sofá do apartamento tem o encosto mais alto, diferente dos modelos da linha Sofo. 🙁
      Beijos,

      Responder
  2. Me chamou a atenção a cor das portas, poderiam dizer qual é? Obrigada!!

    Responder
  3. Amei o apê! Cheio de estilo e personalidade! Sabem me dizer qual é a especificação da tinta de azul suave usada pra pintar as portas e armários do quarto? Obrigada! 🙂

    Responder
    • Oi Paloma, tudo bom?
      Sabe que outra leitora também nos perguntou o nome da tinta? Pelo visto todo mundo adorou, hehe. Já estamos checando com o morador e quando tivermos essa informação te avisamos por aqui, tá?
      Beijos

      Responder
    • Oi de novo, Paloma!
      Descobrimos a cor das portas, eba. Ela se chama Pijama e é da Suvinil! 🙂
      Beijos

      Responder
  4. Ameeei as dicas, e que decoração mais linda do quarto! A cor merece o nome “pijama”, só de ver as fotos dá um soninho 🙂 Parabéns pelo blog!

    Responder
    • Hahaha, verdade né? Bem coerente o nome da tinta, 🙂
      Que bom que gostou do apê e do blog. Eba!!! Obrigada…

      Responder
  5. Adorei o blog de vocês. Lindos ambientes criativos. É tão próximo da vida, pois a moradia é um lugar sagrado, faz parte da gente. Parabéns. Adorei esse apto.

    Responder
    • Oi Maura, tudo bom? Você disse tudo: a casa é um lugar sagrado! Por isso sempre tentamos mostrar as histórias com todo o carinho possível. Ficamos felizes que tenha gostado e sentido esse carinho também. Obrigada!!! Beijão

      Responder
  6. Apaixonada por cada detalhe abordado ao contar e registrar as histórias…é lindo ler e principalmente sentir que cada item presente no lar das pessoas tem um significado, e mesmo os que não tem significado específico, explicita sua “função” no todo. Além das reconexões que surgem quando somadas outras aquisições, outras energias…é fundamental reconectar, reiniciar! (P.s.: que tal uma série com histórias de escritórios? Mesmo os home offices, eu pesquiso muito sobre, acho bem interessante ver como as diferentes dinâmicas no ambiente profissional se constroem).

    Responder
    • Oi Renata, tudo bom?
      Que delícia ler seu comentário! Sentimos que você captou totalmente o clima do blog, das histórias e do nosso propósito quando tivemos a ideia de criar o Histórias de Casa. Ficamos bem felizes. 🙂 Não temos uma série sobre escritórios, mas já fizemos algumas matérias em ateliês e espaços comerciais interessantes. Dá uma olhada: https://historiasdecasa.com.br/category/por-ai/
      Beijos!!! Bruna e Paula

      Responder

NOS VEMOS NO INSTAGRAM
@historiasdecasa

[instagram-feed]