Reforma sem medo

Apartamento renovado com uma obra rápida e repleta de boas soluções

De tanto ouvir que reforma sempre acaba levando o dobro de tempo e gastando o dobro de dinheiro, a bancária Beatriz Lino já começou sua procura por um apartamento com o pé atrás. Sua intenção era fugir de obras para poder se mudar sem demora, mas ao mesmo tempo ela buscava um espaço com o qual se identificasse e que fosse bem integrado. Detalhe: se conseguisse encontrar tudo isso em um prédio antigo e com arquitetura charmosa, melhor ainda. A missão parecia impossível e o medo da obra só aumentava, mais eis que Bia descobriu o Iná Arquitetura, comandado por Júlio Beraldo, Marcos Mendes e Karen Evangelisti, e de repente tudo mudou.

Durante essa busca pelo apê ideal, Bia começou a se aprofundar no tema e aos poucos percebeu que era essencial ter um bom projeto de arquitetura como ponto de partida para sua futura casa. “Pesquisando em alguns sites da área, ficou claro para mim que realmente fazia muita diferença ter alguém que entende do assunto pensando no espaço. Foi aí que conheci o pessoal do Iná e eles desmistificaram a obra para mim”, ela lembra. Encorajada pelos arquitetos, Bia abriu seu leque de opções e logo cruzou com um belo candidato: um apartamento cheio de potencial na região que ela mais queria, entre Pinheiros e Vila Madalena.

Mesa de centro Trevo, do Fernando Jaeger Atelier

Mesa de apoio Tora, do Fernando Jaeger Atelier

Banco Kinzo, do Fernando Jaeger Pronto pra Levar!

Apesar de ser bem iluminado e arejado, o apartamento precisava de adaptações no layout para ficar do jeito que Bia imaginava – as principais delas foram a integração entre cozinha e sala e a junção de dois dormitórios para criar um quarto mais espaçoso e multifuncional. Com essas mudanças, o apê parece ter duplicado de tamanho e ficou muito mais confortável para receber. Assim como os arquitetos haviam previsto, a reforma começou e terminou sem grandes problemas: tudo aconteceu dentro do prazo de três meses, sem estourar o orçamento e o resultado ainda encantou a moradora mais do que ela esperava. Definitivamente, o medo de obra virou coisa do passado.

Segundo Bia, a escolha dos materiais foi fundamental para imprimir o estilo da decoração. Ela queria algo autêntico e descomplicado, que de alguma forma unisse seu amor por arte, música e livros com a vocação para cozinhar e receber bem os amigos. “O apartamento tem uma combinação de elementos dos quais eu já gostava com outros que eu não conhecia ou tinha receio em usar. O ladrilho estampado, por exemplo, foi uma sugestão do Iná que no começo me causava medo e que hoje sou apaixonada. Eles trazem personalidade e um ar retrô”, ela conta. O projeto ainda engloba madeira, concreto e cores pontuais, como o sofá azul clarinho.

Cadeiras Nômade, do Fernando Jaeger Atelier

Cama Hi-Fi, do Fernando Jaeger Pronto pra Levar!

Criado-mudo Loft, do Fernando Jaeger Pronto pra Levar!
Luminária Urbano, do Estúdio Iludi, na Boobam

A decoração também traz detalhes delicados que são a cara da moradora, como a coleção de quadros e pratos de parede que vem sendo construída há alguns anos. “Essas peças retratam um pouco das minhas viagens, gostos e referências. Mas o mais bacana é que mesmo elementos antigos ganharam nova vida e foram redescobertos nesse apê”, ela fala. Com praticidade, conforto e muita amplitude, o apartamento reflete o estilo de Bia e o que ela tanto buscava em sua primeira casa.

Onde encontrar

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Fotos por Gisele Rampazzo

Deixe seu comentário 16 Comentários

  1. Olá meninas, tudo bem? Gostaria de saber se vocês teriam uma indicação de escritório de Arquitetura aqui em Belo Horizonte que tenha esse mesmo conceito dos aps do blog. Obrigada!

    Responder
  2. Tudo lindo, essa poltrona redonda com a base em ferro, é brasileira?? Conhecem???

    Responder
  3. Se recorda a metragem do apto?
    Sempre me apego nas medidas p ter nocao dos meus “denaveios”

    Responder
  4. Meninas,

    No quarto são azulejos na parede?
    E esse banquinho de azulejos na sala, qual a marca? (Lembro de ver na Feira Rosembaum, mas nao lembro o nome)

    Obrigada
    beijos

    Responder
  5. Lindo apto meninas! Vcs sabem de onde é o tapete onde tem o sofá azul clarinho?

    Bjs

    Responder
  6. oi pessoal 🙂
    vocêa sabem de onde veio este sofá azul? <3

    Responder
  7. Olá! Vcs poderiam me dizer, de onde é a mesa? e a metragem dela?
    Beijos e obrigada

    Responder
    • Oi Aline, tudo bem? Esse tipo de mesa se chama Saarinen e várias lojas vendem. (A Tok Stok tem, por exemplo). Aí as medidas podem variar, tem que checar nas lojas. Mas pesquisando por ‘mesa de jantar Saarinen’ você acha. Beijos

      Responder
  8. Que apê lindo! Este ladrilho da cozinha é de onde? 😉

    Responder
    • Oi Camila, tudo bom?
      O ladrilho é da Ladrilar. Se não me engano se chama Estrela. Beijos!

      Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Decore

Tags