A força da cor | 4 boas ideias

Tons inspirados na natureza e referências latinas povoam essa casa

A gente escreveu essa matéria com a SUVINIL, nossa maior referência quando o assunto é cor na decoração. Juntos, acreditamos que cada história tem uma cor e cada cor tem uma história, e é essa combinação que transforma um ambiente em um verdadeiro lar. Por isso, nos próximos meses nós iremos compartilhar aqui no blog, casas que inspiram pelas suas cores. Fica aqui com a gente para acompanhar essa história de perto.

Mais do que simplesmente compor a decoração da casa, as cores são capazes de traduzir sensações e representar momentos de vida. A Dai e o Jonas, por exemplo, moravam em um apartamento todo colorido, porém os tons eram mais suaves, puxando para o pastel. Já em seu novo endereço, o casal sentiu segurança para ousar um pouco mais e optou por cores marcantes que esbanjam personalidade. A casa atual também é usada como galeria e espaço para eventos voltados a artistas latino-americanos, então fazia todo o sentido que a decoração trouxesse uma pincelada latina. Quer conferir mais ideias do casal? Então veja a seguir:

1. Brincando com contrastes: É impossível entrar na casa da Dai e do Jonas e não notar o quintal dos fundos. Como a sala tem portas de vidro, o espaço está sempre à vista, mas o que realmente chama a atenção ali é a cor Terra Roxa, da Suvinil, usada na parede principal. O tom criou um contraste interessante com as plantas tropicais dos moradores, destacando-as mais ainda.

2. As paredes complementando a decoração: A estante com trilho amarelo usada no ateliê de Dai foi reaproveitada do antigo endereço do casal. Como o móvel já tinha uma cor bacana, ele acabou servindo como ponto de partida para a escolha do tom das paredes. A moradora chegou a pintar todo o ateliê de amarelo, mas depois ela preferiu fazer uma faixa branca em metade da parede, para reforçar a luminosidade do espaço, e elegeu a cor Seiva de Cajueiro para a metade inferior.

3. Grafite colorido: A arte é um tema muito presente nesse lar, então tudo reflete essa paixão dos moradores. A parede do corredor lateral do quintal, por exemplo, foi reservada para intervenções passageiras. A ideia do casal é convidar amigos artistas para pintar murais e o desenho vai sendo trocado de tempos em tempos. Atualmente quem assina o grafite do corredor é o cearense André Nódoa.

4. Faixas desencontradas: Ao contrário do que muitos pensam, a pintura não precisa ser sempre tão certinha. No estúdio de música de Jonas, as faixas de azul não seguem uma lógica e o resultado ficou muito legal. O casal brincou com uma faixa vertical, outra horizontal e também pintou a parede abaixo da janela.

Fotos por Alessandro Guimarães

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

NOS VEMOS NO INSTAGRAM
@historiasdecasa