Liberdade criativa | Capítulo 1

O apartamento ousado e colorido da designer Ana Strumpf

Creative Life | Part 1

The colorful apartment of Brazilian designer Ana Strumpf

Esse post faz parte de uma série de matérias produzidas em parceria com a branco., a mais nova marca do grupo Bobinex, com 50 anos de experiência no mercado de papel de parede. Assim como nós, a marca acredita que uma casa com personalidade faz toda a diferença e que o papel de parede é uma ótima maneira de transformar os espaços – afinal, enfeitar o que está ao seu redor também é um jeito de se transformar. 

Assim que a porta desse apartamento se abre já dá para ter um gostinho do que vem por aí. A parede amarela do hall de entrada e o corredor com piso de marchetaria e muitos quadros revelam que a decoração passeia por diferentes estilos e épocas com naturalidade. Esse efeito surpreendente é mérito da moradora, a ilustradora e designer Ana Strumpf, conhecida justamente pelas misturas ousadas exploradas por ela nas diversas áreas em que atua. Sempre em movimento, o apê é um território livre onde Ana pode experimentar suas ideias à vontade.

Hoje em dia ela e o marido, o cineasta, diretor e roteirista Dennison Ramalho, têm espaço de sobra, mas eles sabem muito bem como é morar em lugares apertados. Logo após o casamento os dois se mudaram para Nova York, onde viveram em imóveis enxutos por mais de quatro anos enquanto Dennison fazia mestrado em cinema na Columbia University. Nesse meio tempo a família cresceu com a chegada dos gêmeos Max e Noah, então naturalmente o desejo de ter ambientes mais confortáveis também aumentou. Foi aí que o casal decidiu voltar ao Brasil e alugar um apartamento amplo e iluminado.

02-a-decoracao-amarelo-hall-piso-tacos

03-a-decoracao-corredor-quadros-galeria-taco

01-decoracao-sala-sofa-colorido-verde-quadros-galeria

02-decoracao-sala-sofa-veludo-verde-fotografia

03-decoracao-sala-quadros-galeria-parede

04-decoracao-sala-livros-estante-quadros

05-decoracao-sala-criancas-brinquedos-canto

06-decoracao-sala-canto-cafe-nespresso

Ana e Dennison procuraram e procuraram, porém não se identificaram com nenhum dos apês visitados, até que a opção perfeita apareceu em um golpe de sorte. A mãe de uma das melhores amigas da designer morava em um prédio antigo em Higienópolis e descobriu que seu vizinho de porta estava alugando o imóvel. Assim que o casal soube da notícia e foi conhecer o lugar não deu outra: foi amor à primeira vista. Bem preservado, o apartamento conquistou seus futuros moradores por diversos fatores, como as janelas generosas, o pé-direito alto, os armários embutidos que estavam em bom estado e o piso incrível, é claro.

Mesmo sem realizar nenhuma reforma Ana logo conseguiu transformar por completo a atmosfera dos espaços. Tinta colorida, papéis de parede, cortinas até o piso e prateleiras suspensas foram alguns dos recursos usados pela designer para criar a base da decoração, mas são os móveis, objetos e quadros que realmente trazem a personalidade do casal à tona. “Para mim a casa tem que ter memória e coisas que representam a nossa história. Tudo o que temos aqui lembra algo que vivemos ou um momento especial. Também gosto muito de fazer misturas – uma casa toda igual não me atrai em nada.”, conta Ana.

07-decoracao-sala-colorida-cores-rosa-cinza

08-decoracao-sala-poltrona-colorida-plantas

09-decoracao-sala-quadros-coloridos-sofa-cinza

10-decoracao-sala-jantar-estar-integrada

11-decoracao-sala-colorida-tapete-cores-enfeites

12-decoracao-plantas-cabeca-ceramica-borboletas

13-decoracao-luminaria-diy-improvisada-cores

Peças trazidas de Nova York em um container, como o sofá retrô reestofado com veludo verde ou os tapetes estampados comprados no Brooklyn, dividem a sala de estar com heranças de família e coisas que estavam guardadas no sítio ou na casa dos pais de Ana, então o conjunto acaba refletindo esses dois momentos da vida da ilustradora. A temporada nos EUA rendeu ainda luminárias assinadas por grandes designers, o móvel modular em que fica a televisão, da marca USM, enfeites antigos garimpados em mercados de pulga e muitos dos inúmeros quadros que ocupam as paredes.

Para os moradores tudo tem um valor especial, principalmente os móveis herdados. Na sala de jantar as cadeiras de madeira pertenciam aos pais de Ana e foram repaginadas com tecidos de diferentes estampas; a poltrona em preto e branco, ao lado da coluna de livros, é de época; a cama de ferro do escritório foi a primeira cama dela e a acompanha desde sempre; a colcha de crochê foi feita por sua bisavó… e isso para citar apenas alguns exemplos.

Apaixonada por tudo o que é feito à mão, a designer não resiste ao trabalho de artistas que resgatam técnicas do passado, como o ponto-cruz que forra um dos pufes ou os tecidos bordados emoldurados que se espalham pelo apê. A coleção de pratos pendurados, que vão da renomada Fornasetti a criadores que estão começando agora no mercado, é um dos orgulhos de Ana, assim como as peças que levam sua própria assinatura: a luminária com cúpula colorida, capas de revistas do seu projeto Re.Cover e o papel de parede do quarto, um lançamento recente da marca branco..

14-decoracao-sala-jantar-estar-integrada

15-decoracao-sala-jantar-papel-de-parede

16-decoracao-retrato-ana-strumpf-apartamento

17-decoracao-sala-jantar-papel-de-parede

18-decoracao-sala-jantar-mesa-industrial-estampas

19-decoracao-sala-jantar-colecao-pratos-parede

Ana Strumpf acredita que a diferença entre uma casa e um lar está nas memórias que definem os moradores. “Todas as nossas coisas fazem parte do que a gente já viveu. Os livros, os furos na parede, os arranhões nos móveis, as almofadas gastas, os objetos que têm a cara de nós dois, fotos importantes… É a nossa história traduzida.”.

Quer conferir o restante do apartamento? Veja tudo no Capítulo 2, basta clicar no ‘Continua’!

Continua-final

Fotos por Alessandro Guimarães

modelo-banner-footer

As soon as the door of this apartment opens you can get a taste of what is coming. The yellow wall of the foyer, the floor marquetry, and many gallery walls reveal that the decor wanders naturally through different styles. This surprising effect was created by the owner – illustrator and designer Ana Strumpf – known precisely for the bold mixtures she explores in the various areas in which she works. Always changing, the apartment is a free territory where Ana can try her ideas at will.

Nowadays she and her husband – the filmmaker, director, and screenwriter Dennison Ramalho – have plenty of space, but they know very well how it is to live in tight places. Soon after their wedding, they moved to New York where they lived in small dwellings for more than four years, while Dennison got his master’s degree in cinema at Columbia University. In the meantime, the family has grown with the arrival of twins Max and Noah, and then of course the desire for more comfortable environments also increased. It was then that the couple decided to return to Brazil and rent a large and well-lighted apartment.

02-a-decoracao-amarelo-hall-piso-tacos

03-a-decoracao-corredor-quadros-galeria-taco

01-decoracao-sala-sofa-colorido-verde-quadros

03-decoracao-sala-quadros-galeria-parede

04-decoracao-sala-livros-estante-quadros

05-decoracao-sala-criancas-brinquedos-canto

06-decoracao-sala-canto-cafe-nespresso

Ana and Dennison did not like any of the apartments they visited, until the perfect option appeared by a stroke of luck. The mother of one of Ana’s best friends lived in an old building in the Higienópolis neighborhood and had found out that her neighbor was renting his apartment. As soon as the couple heard the news and saw the place, that was it: love at first sight. Well conserved, the apartment won over its future residents by several details, such as the generous windows, high ceilings, the cabinets that were in good condition, and the incredible floors, of course.

Even without making any major renovation, Ana soon managed to transform the ambiance of the spaces completely. Colorful paint, wallpapers, floor-length curtains, and shelves were some of the resources used by the designer to create the base of the decor, but the furniture pieces, objects, and paintings are what really show the couple’s personality. “To me a home must have memories and things that represent our history. Everything that we have here reminds us of something we experienced or some special time. I also like very much to create contrasts – a whole coordinated house does not attract me at all,” says Ana.

07-decoracao-sala-colorida-cores-rosa-cinza

08-decoracao-sala-poltrona-colorida-plantas

09-decoracao-sala-quadros-coloridos-sofa-cinza

10-decoracao-sala-jantar-estar-integrada

11-decoracao-sala-colorida-tapete-cores-enfeites

12-decoracao-plantas-cabeca-ceramica-borboletas

13-decoracao-luminaria-diy-improvisada-cores

Pieces brought from New York in a container, such as the retro sofa reupholstered with green velvet or the printed rugs bought in Brooklyn, share the living room with family heirlooms and things that were stored in their country house or in Ana’s parent’s house, so the assortment ends up reflecting these two aspects of her life. The time lived in the USA also yielded light fixtures signed by great designers, the modular piece that shelters the USM television set, old ornaments found in flea markets, and many of the numerous pictures that occupy the walls.

For the couple, everything has a special value, especially the inherited furniture. In the dining room, the wooden chairs belonged to Ana’s parents and were renewed with fabrics of different patterns; the iron bed in the office was her first bed ever; the crocheted bedspread was made by her grandmother … and these are just a few examples.

Passionate about everything that is handmade, the designer cannot resist the work of artists who revive techniques of the past, such as the cross stitching on one of the ottomans or the framed embroidered fabrics that are spread through the apartment. The collection of hanging dishes, ranging from the renowned Fornasetti to creators who have just shown up in the market, is one of Ana’s prizes, as well as the pieces that are signed by her: the light fixture with a colorful shade, magazine covers from her Re.Cover project, and the bedroom wallpaper—a recent release.

14-decoracao-sala-jantar-estar-integrada

15-decoracao-sala-jantar-papel-de-parede

16-decoracao-retrato-ana-strumpf-apartamento

17-decoracao-sala-jantar-papel-de-parede

18-decoracao-sala-jantar-mesa-industrial-estampas

19-decoracao-sala-jantar-colecao-pratos-parede

Ana Strumpf believes that the difference between a house and a home is in the memories that define its inhabitants. “All our things are part of what we’ve lived. The books, the holes in the wall, the scratches in the furniture, the worn pillows, the objects that show our style, important pictures … It is our history translated into spaces.”

Pictures by Alessandro Guimarães

Deixe seu comentário 21 Comentários

  1. Que lindaaaa! Poderia ser minha facilmente. Amei!!!

    Responder
  2. De suspirar! Tudo lindo…

    Responder
    • Oi Lisa,

      Verdade, nessa casa para cantinho que olha descobre alguma coisa linda 🙂
      beijos

      Responder
  3. Tudo muito lindo. Adorei a parede com a coleção de pratos. Saberiam me dizer qual a melhor maneira de pendurá-los? Onde eu encontro o suporte de arame? Obrigada!!! Parabéns pelo trabalho, que acompanho toda semana!

    Responder
    • Oi Bárbara, que bom que gostou! Realmente a casa da Ana é muito criativa 🙂
      Sobre os pratos, você pode pendurá-los com o próprio suporte de arame ou com aquele velcro adesivo da 3M. O suporte pode ser encontrado no site Mercado Livre.Beijos

      Responder
  4. Casa absurdamente linda e criativa!

    Responder
  5. Olá, saberia me dizer onde encontro aquela estante de livros vertical?

    Responder
  6. Tudo lindo, fiquei curiosa com uma coisa!
    Onde acho esse gancinho para pendurar pratos na parede?
    Beijos

    Responder
    • Oi Juliana, tudo bom?
      Demais a casa da Ana né? Já nos contaram que esses ganchinhos podem ser encontrados no Mercado Livre. Já tentou lá?
      Beijos

      Responder
  7. A-pai-xo-na-da pelo piso de madeira maravilhoso e pelo sofá de veludo verde MARA! Sério, que casa linda!!! 🙂

    Responder
    • Esse sofá realmente é o máximo Amanda! E o piso é um daqueles tesouros que merece ser preservado pra sempre! Que bom que curtiu o apê.
      Beijos,

      Responder
  8. O desenho do piso de madeira é espetacular! Ainda bem que foi mantido! Preciosidade…

    Responder
  9. Olá, eu gostaria muito de saber onde encontro essa estante de livros que fica em pé, juro que procurei no google de varias formas mas não encontro 🙁
    Ai lembrei desse post do blog 🙂
    Se puderem me ajudar, agradeço desde já!

    Responder
    • Oi Poliana, tudo bom?
      Todo mundo adora essa estante! A moradora desse apê morou um tempo em NY e trouxe várias coisas de contêiner, então acredito que ela tenha trazido a estante também. Localizamos esse modelo na The Container Store, que é uma loja conhecida no exterior. Segue o link da estante: http://www.containerstore.com/s/shelving/freestanding-shelving/white-sapien-bookshelf/12d?productId=10035483 Agora resta saber se eles enviam para o Brasil e se vale a pena o preço após a conversão do dólar né? Infelizmente também não localizamos o modelo em lojas brasileiras.
      Boa sorte! Beijos,

      Responder
      • Olá, Poliana! Eu vi essa estante aqui neste post e fiquei enlouquecida procurando também. Comprei no site Desmobilia, segue o link. É ótima, muito prática.

        http://www.desmobilia.com.br/produto/hide-g-1147

        Responder
        • Uau!!!! Não sabíamos que vendia na Desmobilia. Que máximo…
          Obrigada pela dica Fernanda, agora também já sabemos. 🙂
          Beijos

          Responder
          • Sim!! Fiquei muito feliz quando vi, ocupa pouco espaço e cabem muitos livros. Beijos e parabéns pelo blog incrível e cheio de casas charmosas!

          • Oi Fernanda!!!
            Eba, obrigada por acompanhar nosso trabalho aqui no blog. 🙂 É feito com todo o carinho do mundo, rs. Beijão!

  10. ameiiiiii!

    Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags