Oásis urbano | Capítulo 2

As delícias de um apartamento reformado no centro de São Paulo

Antes mesmo de comprar o apartamento antigo em um prédio dos anos 40, o fotógrafo Fabio de Abreu Freijó já sabia que uma reforma seria inevitável. Empenhado em transformar o lugar em um refúgio que tivesse personalidade e estivesse alinhado com seu estilo de vida, ele topou sem rodeios a integração e as adaptações arquitetônicas propostas pela dupla do Tacoa Arquitetos. Nesse processo a cozinha e a sala viraram uma coisa só, as estruturas de concreto foram assumidas e os ambientes ganharam novos acabamentos. Para ler essa história desde o começo, veja também o Capítulo 1.

Sem dúvida o elemento mais inusitado do apê é o piso de ladrilhos hexagonais em diferentes tons de rosa e vermelho. A escolha criativa do revestimento partiu tanto dos arquitetos quanto do morador: “O ladrilho hidráulico é um material que o Tacoa sempre usa. Já o rosa foi uma opção minha, creio que por conta de uma linda e simples casa de praia no sul da Bahia em que nos hospedamos durante os verões.”, conta Fabio. O desenho criando manchas em degradê foi minuciosamente detalhado pelos arquitetos, então cada ladrilho tinha seu devido lugar durante a instalação.

Com duas janelas voltadas para a varanda, a cozinha integrada tem vista para o verde e uma luz deliciosa. Por trabalhar com fotografia, Fabio está sempre atento às mudanças sutis que a iluminação natural provoca nos espaços. “Minha casa tem uma luz muito especial pelas manhãs e em alguns entardeceres. Às vezes ela dura poucos minutos e atinge somente uma parede, mas gosto muito de apreciar esses momentos.”. Para manter uma unidade visual com a sala de estar, a cozinha replica os mesmos acabamentos – até mesmo as luminárias sobre a mesa são feitas de concreto, em sintonia com o restante do apartamento.

19-decoracao-apartamento-integrado-sala-de-jantar-ladrilhos

20-decoracao-apartamento-integrado-cozinha-concreto-granito-preto

21-decoracao-apartamento-integrado-cozinha-concreto-granito-preto

22-decoracao-apartamento-integrado-sala-jantar-piso-cor-de-rosa

23-decoracao-apartamento-fotografo-fabio-abreu-retrato

24-decoracao-apartamento-sala-jantar-ladrilho-hidraulico-rosa-piso

25-decoracao-apartamento-fotografo-fabio-abreu-obras

26-decoracao-apartamento-fotografo-fabio-abreu-obras

27-decoracao-apartamento-sala-jantar-piso-ladrilho-hidraulico-rosa

28-decoracao-apartamento-corredor-piso-ladrilhos-hidraulicos-rosa

29-decoracao-cozinha-prateleiras-bancada-concreto-granito-preto

30-decoracao-cozinha-pendente-cupula-de-concreto-luminaria

Impossível falar do apartamento de Fabio e não citar a profusão de folhagens ou as obras de arte presenteadas por seus amigos mais chegados. “Para mim é muito gratificante morar com plantas. Tenho o maior cuidado e estou sempre olhando para elas, tentando entender o que precisam, se estão bem…”, ele diz. Na parede da sala de jantar, a fotografia que o morador criou para uma exposição divide espaço com trabalhos de amigos artistas: “Essas obras são o detalhe que mais gosto em casa, assim como as peças de barro rústicas trazidas de Belmonte, no sul da Bahia, feitas pela artesã Dona Dagmar.”.

Compacto, o quarto de Fabio tem apenas o essencial – um guarda-roupa logo na entrada, a cama confortável, o criado-mudo e uma fotografia de sua infância emoldurada. Seu desejo era criar um ambiente calmo e que transmitisse a sensação de ninho, por isso as medidas enxutas acabam até ajudando. Esse é o único espaço da casa que não possui os ladrilhos no piso. Com uma ajudinha do destino, o morador cruzou com uma caçamba lotada de tacos de madeira removidos durante uma reforma no bairro. Por coincidência, na mesma hora ele encontrou um carroceiro e deu um jeito de levar os melhores tacos para o apê.

31-decoracao-corredor-apartamento-piso-ladrilhos-hidraulicos

32-decoracao-quarto-neutro-tubulacoes-a-mostra

33-decoracao-corredor-piso-ladrilhos-hidraulicos-plantas-suspensas

34-decoracao-quarto-neutro-tubulacoes-a-mostra

35-decoracao-quarto-neutro-tubulacoes-a-mostra

Apesar de ter escolhido viver no centro de São Paulo, o fotógrafo é na verdade apaixonado pela praia e pelo mar, por isso o apê tem esse clima leve, que inspira a ficar de pés descalços e cuidar das plantas. “Tenho muito carinho pela época em que morei na Bahia e também pelas viagens que fazia na infância, com a família, os cachorros, peixe com farofa de banana e música boa.”, ele lembra. Com as cores, os materiais e as referências usadas na decoração, Fabio pôde trazer um pouquinho da praia para o meio da cidade.

fim-final

Fotos por Alessandro Guimarães

Deixe seu comentário 12 Comentários

  1. Muito inspirador! Lindo: a luz, as plantas, os detalhes. Parabéns!
    Com qual material foi feito o rodapé dos ladrilhos?

    Responder
  2. Esse apê tem tantos elementos que eu amo – luz abundante, integração, muitas plantas. Sem falar na leveza, memória e afeto que toda a arquitetura e decoração transmitem. Amei demais!

    Responder
  3. Olá, gostaria de fazer uma bancada/aparador/prateleira de concreto semelhante ao desse apê. Ela servirá de aparador e banco então precisaria ser muito resistente. Vocês sabem quem fez e qual o procedimento para fazê-lo? Muito obrigada!

    Responder
    • Oi Anissa, tudo bom?
      Infelizmente não temos muita informação a respeito da execução dos móveis. Você teria que procurar uma mão-de-obra especializada no assunto, porém no momento não temos quem indicar. Boa sorte na busca!!!
      Beijos

      Responder
  4. Ola! Vocês sabem qual é o fabricante dos ladrilhos hidráulicos?

    Responder
  5. Boa tarde. Vcs conhecem algum site q venda essas cadeiras?

    Responder
  6. Oi!

    conseguem me dizer de onde é a mesa de jantar?

    obrigada

    Responder
    • Oi Julia, tudo bom?
      A mesa de jantar foi desenhada pelo arquiteto e executada sob medida. 🙂
      Beijos

      Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags