Eterno verão | Capítulo 2

Casa de praia colorida e acolhedora dividida em bangalôs

Essa casa colorida, integrada à natureza e com vista para o mar é a concretização do sonho da designer Marilia Calareso e do designer Mairum Leal Ferreira, juntos há onze anos. O imóvel é alugado, mas a alma dos moradores está inserida em cada espaço por meio das peças que trouxeram de São Paulo, dos objetos que guardam com carinho e de detalhes que trazem bossa à decoração. “Os nossos móveis combinaram muito com o estilo da arquitetura, tornando mais fácil essa tarefa de decorar”, eles contam. * Veja também o Capítulo 1.

Segundo o casal, a cozinha é o cômodo que mais usam no dia a dia, por isso se tornou o coração da casa. Com portas de vidro que o integram totalmente à varanda e à paisagem, o ambiente inspira aconchego graças aos acabamentos rústicos e ao clima despretensioso da decoração. O verde-água das paredes dá ainda mais destaque ao armário e à bancada de alvenaria cobertos de amarelo – a maioria das louças e ingredientes fica à mostra, porém os moradores instalaram cortininhas de tecido sob a pia para esconder outros utensílios.

“A mesa de madeira é usada tanto para as refeições mais rápidas como para a produção de receitas que adoramos preparar juntos. Sempre que fazemos eventos aqui em casa abrimos toda a cozinha, como se ela, a varanda e a sala fossem um espaço só”, Marilia diz.

O jardim, que começa em um deck em frente à garagem e segue serpenteando terreno acima, é uma extensão da mata tropical de Ilhabela. Plantas de diferentes portes e tons rodeiam a casa e desenham caminhos entre os bangalôs. A varanda, outro ponto alto da construção, tem guarda-corpo de madeira e vidro para não esconder o horizonte verde e azul. “Adoramos a varanda e passamos boa parte do nosso tempo de descanso ali, curtindo o visual. Nas noites de verão gostamos de ficar nas cadeiras olhando o céu e as estrelas. É ali também que tomamos sol e aproveitamos a ducha com vista para o mar”.

O ateliê colorido de Marilia foi acomodado no último bangalô da casa, junto com um quarto de hóspedes cheio de mimos e detalhes charmosos. Além da mesa de trabalho, com computador, materiais e amostras de tecido, o ambiente ganhou organização com estantes feitas de caixotes ou de madeira pintada de branco. “Eu me inspiro muito com a natureza e as minhas peças têm um estilo tropical que combina com a casa”, a designer explica. Deixar o espaço acolhedor foi fácil, difícil é driblar a umidade do litoral: “Aqui preciso ter mais cuidado para guardar as peças, pois o clima em Ilhabela é muito úmido e as coisas mofam bastante, então agora tenho que usar caixas de plástico para preservá-las”.

Enquanto o escritório de Marilia traz uma mistura ousada de cores, o de Mairum segue uma linha mais sóbria, com tecidos em preto e branco. Ali também a mesa de trabalho divide espaço com uma cama para os hóspedes ou para um intervalo de descanso na companhia de Martim. “O meu trabalho é todo feito pelo computador e pelo telefone, então precisava apenas de uma internet que funcionasse bem”, Mairum conta. O lado de fora do bangalô tem uma pequena varanda, com direito a frigobar, sofá de pallets e uma mesa de centro com tampo de mosaico feito pela avó do morador.

Qual a melhor parte de morar na praia? “Não ter que viajar para entrar no mar e não precisar pegar estrada para voltar no final de um feriado. Mesmo trabalhando bastante, aqui parece que estamos sempre de férias”.

Onde encontrar

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Fotos por Alessandro Guimarães

Deixe seu comentário 2 Comentários

  1. Adorei a inclusão do “Onde Encontrar” no rodapé. Cada vez mais especial este site!

    Responder
    • Oi Luisa!!!
      Eba, que bom saber que você curtiu essa mudança no site. Achamos que assim fica mais fácil para quem gostou das peças da casa. 🙂 Além disso, agora estamos fazendo posts com ideias na quarta-feira (antigo dia do Onde Encontrar). Mais legal, né? Beijão

      Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags