Recanto à beira-mar | Capítulo 2

Decoração com lembranças de viagem e móveis rústicos

Mais do que um simples destino de férias, Ilhabela faz parte da história da família da arquiteta Sara Oleiro e do engenheiro Vânio Oleiro. A cidade testemunhou muitos encontros entre amigos, grandes aventuras nos esportes e vários momentos especiais à beira-mar. Foi ali também que o filho Pedro conheceu sua atual esposa e que a filha Natália conheceu seu marido – sem dúvidas há algo de mágico na ilha. “Em Ilhabela sempre temos a possibilidade de descobrir algo novo: uma trilha, uma cachoeira, um restaurante charmoso…”, Sara conta. * Clique AQUI para ler o Capítulo 1 e não perder nenhum detalhe! 

Os donos da casa não negam o sangue gaúcho. Além do chimarrão compartilhado com as visitas, a churrasqueira é a estrela dos almoços e jantares organizados por lá. Aliás, toda a varanda dos fundos gira em torna dela – Vânio fez questão de um modelo amplo e bem equipado, digno de um bom churrasco gaúcho. Sara complementou a área externa com uma bancada de refeições de madeira rústica e uma pequena sala de estar. Sobre o sofá, o retrato de uma indígena foi pintado por um artista plástico que viveu entre os índios.

Outro detalhe especial é o painel de azulejos sobre a pia. As peças foram trazidas de uma viagem à Portugal, como a moradora lembra: “Durante a viagem eu saí em busca de azulejos com desenho de anjos. Enquanto isso meu marido estava passeando, mas por acaso ele descobriu um painel com uma estampa que fazia muito mais sentido – de pessoas brindando com copos de vinho”. Com um filho e um genro músicos e um marido que toca sax, Sara precisou elaborar um sistema de som separado para a área da churrasqueira. “A música faz parte da casa e completa esses encontros”, diz.

Decorados com composições diferentes de cores e estampas, os três quartos da casa priorizam a praticidade. A ausência total de armários em dois dos cômodos serve para evitar o acúmulo de coisas – assim os moradores guardam apenas o necessário. Já o dormitório do casal ganhou um guarda-roupa tradicional, porém com arremate de tecido nas portas de vidro, o que trouxe um ar bucólico ao móvel. Para trazer leveza e luminosidade aos espaços, as esquadrias e o forro de madeira foram pintados de branco, reforçando o clima de praia.

“Cada casa tem o jeito do seu morador, e essa tem o nosso. Tanto meus filhos quanto meu marido acreditam no que faço, então foi fácil juntar as referências e gostos de toda a família na decoração”, Sara explica.

Onde encontrar

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Fotos por Alessandro Guimarães

Deixe seu comentário 4 Comentários

  1. Esta eu conheço! É sensacional. Mais do que tudo uma casa onde vc se sente à vontade entre coisas lindas e gente amorosa!

    Responder
  2. Essa casa é puro aconchego, carinho e tem a alma dos seus moradores!
    Lugar lindo e gente amada, conjunção perfeita!

    Responder
  3. Sara e Vanio!! Linda casa, cheio de cor e luz!! Alegre como vocês. Bjs saudosos. Paty

    Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags