Coleção de histórias | Capítulo 1

Decoração descolada no apartamento da criadora da Collector

Essa matéria foi criada em parceria com a COLLECTOR, a loja que é sinônimo de decoração descolada e com personalidade. Se você procura inspiração e peças muito originais, vale a pena conhecer! Agora vem com a gente saber um pouco mais sobre essa história…

É praticamente impossível resumir em apenas um estilo todas as referências que inspiram Fabiana Falcão, a mente criativa por trás da curadoria da Collector. Ao mesmo tempo em que adora as casas do Rio de Janeiro, com sua tropicalidade escancarada e um clima que remete à bossa nova, a designer carioca também ama a estética mais urbana e um tanto caótica de São Paulo, onde vive hoje em dia. Além disso, seu olhar é igualmente atraído pelo minimalismo dos projetos japoneses e escandinavos ou pelas casinhas do interior do Nordeste, com paredes coloridas e um amontoado de coisas. O resultado de todas essas inspirações é o apartamento encantador de Fafá, um universo concentrado em alguns metros quadrados em Pinheiros.

A primeira coisa que chama a atenção quando a porta se abre é a profusão de plantas espalhadas por todos os lados da sala – elas ficam no piso, sobre os móveis e até penduradas em uma espécie de varal. A natureza, segundo Fafá, foi essencial para transformar o apê alugado em um lar acolhedor: “Eu sou do Rio, cresci em uma casa grande no interior e depois morei em um apartamento de frente para uma pedra com uma mata incrível. Aprendi que casa tem que ter planta, madeira, pedra, enfim, elementos naturais”. Outra mudança simples, mas visualmente impactante, foi a pintura das paredes de bege para branco, o que trouxe leveza à decoração.

Cesto de ferro Dakar, da Collector

Máscara Urso Dourado, Tela Casa Dobra e Vaso de cerâmica Peixe, da Collector

Banquinho Gambi, de Mauricio Jorge, na Collector

Vaso de cerâmica Flamingo, da Collector
Pôster Sala de Estar, Espelho Pucca e Cesto trançado branco, da Collector

“Sou virginiana e estou sempre querendo mudar alguma coisa, mas como o apê é alugado, não consigo investir tanto quanto gostaria”, Fafá conta. Para deixar a decoração com a sua cara sem precisar reformar, a moradora apostou em peças com estilos e origens distintas – objetos trazidos de viagem, móveis com design assinado, utensílios comprados em lojas de R$ 1,99, coisas feitas por ela e muitos itens lindos garimpados na própria Collector, é claro. “Amo o mobiliário dos anos 50 e 60, porém como nunca tive muita grana para gastar com móveis consagrados, fui montando minha casa aos poucos. O sofá da sala tem 10 anos e ainda está ótimo, a mesa de centro eu comprei usada e os tapetes um amigo trouxe dos EUA, por exemplo”.

Fafá diz que não existem segredos ou regras específicas na hora de montar a decoração, ela vai no feeling e, quando possível, pede a opinião dos amigos entendidos no assunto, como o arquiteto Jr. Zangari – foi ele quem sugeriu que ela comprasse uma mesa de centro de mármore para contrastar com a madeira do restante dos móveis. “Vou experimentando. Às vezes não dá muito certo e eu mudo as coisas de lugar ou fico alguns meses olhando para aquilo até ter coragem de mudar de novo”, ela brinca.

Pôster Nascido nos Trópicos, da Collector

Vela aromática artesanal, da Collector (sobre bancada)
Prato de cerâmica artesanal, da Collector
Vaso Cubista Cross, da Collector
Pôster Perto do Mar Sou Feliz, de Felipe Morozini, da Collector
Petisqueira Macaco, da Collector
Rede de balanço, da Collector
Cesto Tristan como cachepô, da Collector
Bacia branca como terrário, da Collector

O olhar curioso e a vontade de misturar referências levou Fafá a criar a Collector com a proposta de trazer uma curadoria de produtos mais cuidadosa e pessoal. “Sentia falta de lojas de decoração que conversassem comigo e com o que eu precisava. Nesse meio-tempo, eu conheci o blog The Selby, que me abriu um mundo de casas de verdade e com muita personalidade, diferentes daquelas que via em revistas e que normalmente tinham um arquiteto ou um decorador por trás. Sempre gostei de pesquisar, ir atrás de designers, artesãos, lojas e mercados de pulga, então foi um passo natural”, ela explica.

O apartamento de Fafá tem um clima gostoso de casa e essa sensação se manifesta de diversas maneiras: no sol que invade a sala no fim de tarde, no piso de tacos original, na varandinha a poucos metros da rua, nas bananeiras e palmeiras do lado de fora das janelas e até mesmo no bairro, onde é possível fazer tudo a pé ou de bicicleta. “Minha casa é o meu mini planeta, por isso precisava ter a minha alma”.

* Não perca a continuação dessa história, que vai ao ar amanhã aqui no blog!

Onde encontrar

PEÇAS INSPIRADAS NESSA HISTÓRIA

Fotos por Alessandro Guimarães

Deixe seu comentário 10 Comentários

  1. Linda!!! Amei

    Responder
  2. Lindo! Super atual!

    Responder
  3. Meninas, amei o ap e amo a collector.

    Sabem da onde é o tapete da sala?

    Beijos

    Responder
    • Oi Bruna, tudo bom?
      Difícil não gostar da seleção de peças da Collector né? Somos fãs.
      O tapete infelizmente não foi comprado no Brasil. Um amigo da moradora trouxe ele dos EUA. 🙁 Uma pena né?
      Beijos!

      Responder
  4. Que casa linda, amei! Parabéns pelo bom gosto e a coragem de misturar objetos que simplesmente ficaram lindos juntos!

    Responder
  5. Lindo!!! Sabem dizer de onde é a mesinha lateral vermelha???

    Obrigada!!

    Responder
    • Oi! Tudo bom?
      Se não me engano, essa mesinha é da Collector também. (loja da moradora).
      Mas chequei o site deles agora e acredito que não tenha mais no estoque, porque saiu do site. 🙁
      Beijos

      Responder

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

Categoria

Histórias

Tags