Em terras portuguesas | Capítulo 1

Tons neutros e muito aconchego no lar da artista Ana Morais em Aveiro

A cinquenta metros da praia de Espinho, na cidade de Aveiro, em Portugal, fica a casa da artista Ana Morais, criadora da Casulo, uma marca de peças artesanais. Em cada mínimo detalhe, o apartamento reflete o olhar criativo da moradora e seu apreço por texturas e tons acolhedores. “Eu tenho claramente uma queda para os neutros e cores pastel. Transmitem-me calma e paz”, ela fala. De fato, quem visita o apê da família não demora a perceber a aura de tranquilidade no ar. Madeiras claras, fibras naturais, tecidos macios e a delicadeza dos macramês de Ana se encarregam de transformar o lugar em um refúgio perfeito.

Ana e seu marido, o web designer João, se mudaram para o endereço há pouco mais de quatro anos, quando ela estava na reta final de sua gravidez. Apaixonada por ambientes com bastante luz natural, a moradora se encantou pelas grandes janelas e logo o apartamento lhe pareceu promissor. De lá pra cá, a família cresceu, os espaços foram sendo tomados por novos objetos e a carreira de Ana deslanchou. Sinais de que a mudança deu início a um ciclo muito feliz para a família. Reforma pesada mesmo, eles não fizeram – e também não seria preciso, já que o imóvel era novo e nunca havia sido habitado.

Toda a decoração do apê foi concebida por Ana. “Não consigo imaginar outra pessoa a decorar minha casa. Eu adoro o tema, é a minha área profissional e, além disso, creio que seja algo muito pessoal, que se vai construindo ao longo do tempo. Quando me perguntam que estilo é a minha casa, digo sempre que é uma espécie de boho-escandinavo-minimalista”, ela conta. Na verdade, o fato de o apartamento não ter um único estilo é o que faz dele um lugar tão interessante e especial.

Onde Encontrar em Portugal

Peças inspiradas nessa história

A escolha das peças usadas acontece de forma muito espontânea. Muitos objetos foram trazidos de viagens, e o casal tem um interesse particular por máscaras e estatuetas de madeira. A coleção inclui lembranças de São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Moçambique, Camboja e Vietnã. A mesa de centro com três níveis também tem uma historinha legal: ela era originalmente escura, mas começou a descascar com o tempo, então os moradores decidiram lixar todo o móvel, mudando seu tom.

Na parede da sala de jantar, a peça gigante pendurada foi feita por Ana e demorou cerca de duas semanas para ficar pronta. “Ela leva um imenso cordão de algodão e corda de cânhamo, e pesa quase 9kg. É impossível ficar-lhe indiferente. De início, coloquei-a para vender, mas até hoje ainda não fui capaz. É um símbolo do meu trabalho e do que amo fazer”, diz. A mesa de jantar, com madeiras de diferentes tonalidades no tampo, parece ser o complemento ideal para a arte da moradora.

Decorada com peças de madeira, panos de linho e cestos, a cozinha tem uma vibe orgânica que a deixa ainda mais convidativa. O hobby preferido de Ana é cozinhar, tanto que ela chegou a ter um blog de culinária há alguns anos, então era bem importante que o espaço também transmitisse aconchego. Ao invés da gastronomia tradicional portuguesa, a artista prefere uma culinária mais leve e natural, mas mesmo assim não dispensa um bom bacalhau com natas. No futuro, a ideia do casal é integrar totalmente a cozinha com a sala, mas enquanto isso não acontece, eles vão curtindo o formato atual.

O lar de Ana e João é um lugar para receber e viver sem pressa. As paredes testemunham longas conversas no sofá, sessões de cinema, amigos sentados no chão à volta dos petiscos na mesa, pratos preparados com carinho, as brincadeiras da filha Ema… como um verdadeiro templo de calmaria e luz. * Quer continuar essa viagem com a gente? Então não perca amanhã o Capítulo 2 da história!

Fotos por Alessandro Guimarães

CONTINUA

Onde Encontrar no Brasil

Peças inspiradas nessa história

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


COMENTÁRIOS # 1

  1. Gostei de tudo! Bem bacana a decoração 🙂

    Responder

NOS VEMOS NO INSTAGRAM
@historiasdecasa