Em terras portuguesas | Capítulo 2

Tons neutros e muito aconchego no lar da artista Ana Morais em Aveiro

Nem sempre é fácil encontrar uma casa que tenha todos os detalhes que você mais ama, mas para a sorte da artista portuguesa Ana Morais, seu apartamento na cidade de Aveiro já veio com uma arquitetura que lhe interessava, então houve uma identificação imediata. “Felizmente a pintura e as madeiras usadas no projeto são claras e neutras, o que liga muito bem com o nosso gênero de decoração”, explica. Para ela, todas as áreas da casa devem ter um toque pessoal, uma marca de quem vive naquele espaço que traga memórias de experiências e vivências bonitas. E isso, sem dúvidas, seu apê tem de sobra.

Ana trabalha em casa, produzindo peças artesanais para sua marca, a Casulo. Muitos a consideram uma pioneira do macramê contemporâneo em Portugal, e não foi à toa que ganhou esse título. Tudo começou quando ela estava de licença maternidade, há quatro anos: “Senti necessidade de fazer algo criativo e de me expressar. Sempre adorei decoração, e via muitas peças em macramê com um estilo boho lá fora. Então comecei a aprender sozinha, a treinar, experimentar novas técnicas e materiais.  Decidi lançar uma coleção, que esgotou no mesmo dia, e desde então nunca mais parei”, conta. Como na época não havia ninguém fazendo isso, a artista foi abrindo caminhos e consolidando seu negócio tanto no país quanto no exterior.

Onde Encontrar em Portugal

Peças inspiradas nessa história

Além do escritório, que tem uma bancada dupla e uma estante conjunta para que o marido de Ana também possa trabalhar de casa eventualmente, a artista montou um ateliê na área onde ficava um terraço interior – como se fosse um jardim de inverno. Antes o espaço era pouco utilizado, então a moradora fez adaptações para conseguir usá-lo melhor. Algumas paredes foram revestidas de madeira e o telhado de vidro garante luz natural abundante em todas as horas do dia. Ali, hangers e macramês pendem do teto ou nas paredes, dando uma amostra da diversidade da arte de Ana.

Para ela, poder trabalhar em casa é uma delícia, já que assim consegue estar sempre perto da filha Ema. “É o melhor dos dois mundos. Permite-me conciliar horários e ter flexibilidade para estar mais presente quando necessário”. O quarto de Ema, aliás, é outro canto bem especial do apê. A decoração também foi pautada em tons claros, e os brinquedos são mais orgânicos e tradicionais, sem muito plástico colorido dando as caras. É um ambiente de descanso e tranquilidade, com texturas macias, livros e música – ah, e uma grande casa de bonecas de madeira que é um dos xodós da menina.

Em seu quarto, Ana novamente recorreu às cores terrosas e claras, com muitos elementos naturais pontuando a decoração. Nesse espaço, menos é mais, mas o aconchego nunca fica de lado. Ela gosta muito dos troncos de madeira apanhados na praia, do espelho gigante e da cadeira de balanço ao pé da cama.

Luminoso, convidativo, encantador… o lar de Ana e João é um apanhado de tudo o que lhes é importante, incluindo as pequenas sutilezas da rotina, como os desenhos de Ema espalhados pela casa, as flores frescas e uma música boa tocando de fundo.

Fotos por Alessandro Guimarães

Onde Encontrar no Brasil

Peças inspiradas nessa história

Adoramos seus comentários! ❤️ Conte pra gente o que achou:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


COMENTÁRIOS # 4

  1. Apaixonada por este site! É muito bom gosto reunido em um só lugar… piro e inspiro!!!

    Responder
    • Oi Blenda, tudo bom?
      Obaaa! Que amor receber seu comentário. Você já conhecia o blog antes ou descobriu há pouco tempo?
      Beijos

      Responder
      • Conheço e sou fã já tem um tempo… não fico um dia sem espiar… é tudo muito atemporal e aconchegante… incrível! aliás poderia chamar Histórias de Lar!

        Responder

NOS VEMOS NO INSTAGRAM
@historiasdecasa